terça-feira, 6 de junho de 2017

E na terra dos filhotes da cachorra de guarus: cada cachorro lamba sua pica!

Claro que imaginar que as eleições e seus resultados sejam o cristalino reflexo da vontade popular, em um sistema patrimonialista como o nosso, é tolice comum dentre os que cultivam a desinformação como instrumento de poder...

Sabemos ou intuímos todos, em algum momento de nossa existência, que a Democracia não se encerra com eleições e nem sempre a vontade da maioria trará bem estar a todos...

É possível argumentar também que a população pode ser iludida e traída por falsas promessas ou projetos subterrâneos propagados sob roupagens mais dóceis e progressistas...sim, isso também deve ser levado em conta...

Mas o fato é que, ao menos por enquanto, não há outro parâmetro para medir os anseios populares...

Se antes com o modelo garotista, vários estudiosos e "especialistas" diziam que a população era vítima e cúmplice ao mesmo tempo, refastelando-se no desperdício orçamentário que legou essa terra a continuar a ser o cu do mundo, também é lícito alegar que foi essa população que levou ao poder aquele que dizia ser a antítese da gestão derrotada nas urnas...

E de fato, essa gestão atual é sim a antítese da gestão anterior, ao menos no que mais interessa: 

Os patetas da lapa tinham como plataforma eleitoral uma espécie de wellfare state mal ajambrado, com fortes tintas de instrumentalização das demandas básicas como capital eleitoral, que no entanto traziam certo alívio às contradições capitalistas nessa terra de senhores de engenho...

Hoje, os sinhôzinhos da Casa Grande que habitam a Prefeitura não têm o menor pudor de jogar os pobres à sua própria sorte, reservando o chamado equilíbrio fiscal para "acertar" as contas com credores e com a banca, aumentando ainda mais as desigualdades sociais que são nossa marca histórica e registrada...

O que dizer então?

Ora, bolas, esse governo foi eleito com massacrante margem eleitoral, algo como 60% de votos em primeiro turno...o que nos leva a concluir que o eleitorado mais pobre deu ampla repercussão a mensagem do atual prefeito...

Uma avalanche de votos que disseram em alto e bom som: NÃO AOS PATETAS DA LAPA!

Pois bem, então não cabe agora lamentar...


Quem alisou a serpente não pode reclamar da picada...


Estão sem hospital, sem escolas dignas desse nome, passagem vai aumentar, e os programas sociais vão para a cucuia?

Fodam-se, votem melhor na próxima e não caiam no canto da sereia...


Um comentário:

Anônimo disse...

Repetindo o caminho do de-governo federal, o golpista, o morto vivo, aue só entrou para retirar direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras. Estamos pagando o patinho da FIESP.