sexta-feira, 26 de maio de 2017

Quem pariu Matheus que o embale...

A psiquê humana é um troço complicado...

Não que eu me arvore ao direito de exigir algum comportamento do universitário Matheus Ferreira da Silva, aquele que teve a cabeça literalmente rachada por um porrete de um assassino fardado dos jagunços do governo de Goiás...

A dor é dele, só dele...

Mas não deixa de ser meio que assustador assistir a chamada do programa dominical da pocilga global, o "fanático", onde o jovem exibe uma tremenda e horrorosa cicatriz na testa decorrente da tentativa de assassinato sofrida, enquanto fala que "não é de propagar discurso de ódio"...

Vai ver a tese do PM está certa, e foi o estudante que lançou sua cabeça bruscamente contra o cassetete que o herói policial carregava nas mãos...

Sei, sei, sei, só falta agora aquele quadro com o encontro de agredido e agressor se abraçando no fim da entrevista, quem sabe não teremos essa "surpresa"????

Pois bem, vai esse discurso de Síndrome de Estocolmo não seja sequela do golpe sofrido...quem sabe?

Era tudo que aos animais da globo queriam ouvir, um militante agredido conclamando ao perdão...

Ou seja, a hora é de botar panos quentes em tudo...essa vai ser a mensagem daqui por diante, e é uma pena que uma das vítimas do regime ditatorial que se instalou no país apareça como fiador dessa lenga-lenga...

Bem, se for só essa mensagem, ainda tá bom, pior se a outra for: espanca que eles afinam...aí é phoda!

Bom, cada um "sabe a dor e a delícia de ser o que é", como cantou o baiano de miolo mole...

Um comentário:

Anônimo disse...

Assim que puder, leia isso:

http://www.viomundo.com.br/denuncias/os-delegados-da-pf-tinham-tanta-certeza-de-que-o-golpe-daria-certo-que-deixaram-digitais.html#at_pco=smlwn-1.0&at_si=5929e669794e3372&at_ab=per-2&at_pos=0&at_tot=1