quarta-feira, 10 de maio de 2017

A república paranazi e o gás sarin do Instituto Lula...

Esse trecho foi extraído de um texto do blog do Nassif...

Por lá se debate a óbvia e importante constatação: vivemos sob a ditadura dos paranazi...

Eis o trecho:

"(...)No dia em que for contada a verdadeira história da Lava Jato, se verá com nitidez como toda a arquitetura institucional brasileira, fruto da Constituição de 1988, veio abaixo pelo fato do MPF ter ficado solto como um canhão no convés de um navio exposto a uma tempestade.(...)"

Ouso discordar...a arquitetura não veio abaixo por causa da "autonomia" (ou semi-independência) do MPF...É preciso não confundir sintoma com a causa da doença.

Nossa estrutura, como cabe a um país periférico capitalista, é feita sobre adaptações e "improvisos" institucionais que permitem a matriz (os EUA) determinar como elas se comportarão diante de qualquer ameaça ao establishment pretendido por eles (EUA) no seu tabuleiro geopolítico meridional (e mundial)...

Somos a continuidade de um "ensaio" que eclodiu em Honduras e depois no Paraguai.

No quesito criminal, só para dar um exemplo, os EUA e seu sistema judicial-penitenciário cuidam do "excedente" (pretos, pobres e latinos) a base de encarceramento em massa (25% da população carcerária mundial no pais com 5% da população mundial), que depois os joga como semi-escravos em um labirinto de burocracia e exigências que nunca restituem os direitos plenos a ex-condenados, com o objetivo lógico de impedir legalmente qualquer demanda por ascensão social e econômica...

Já por aqui, preferimos prender e matar o resto...

Esse exemplo já foi mostrado por mim a exaustão...

O capital financista trabalha com as variáveis que tem, ou seja, onde há arranjos institucionais mais fortes e densos (coesos), a manipulação ou a interferência é mais sofisticada (como na Europa e na Inglaterra, por exemplo), onde há arranjos mais hostis, a intervenção é a política do mingau quente (come-se pelas beiradas), como na Rússia, Irã, etc, e finalmente, onde há hostilidade total, é a violência mesmo, como é o caso da Palestina, Síria e arredores.

Então, voltando ao início, nossa estrutura foi feita para ser "maleável", o que de certa forma é uma sofisticação histórica em relação a 64...ironicamente, poderíamos "comemorar" nossa mudança de status...isto é, antes eles chamavam os gorilas para rasgar a constituição a base da porrada, agora chamam juízes e promotores para rasgar a constituição com punhos de seda...

A tão elogiada CRFB cidadã não mexeu em nenhuma estrutura real do Estado de Direito, e misturou a herança autoritária de 64 em uma acomodação destinada a manter a pobretada no seu devido lugar...

Nossa estrutura tributária é um longo e intrincado tratado de como concentrar renda...o resto é consequência...

Todos os dispositivos verdadeiramente cidadãos da CRFB são de eficácia contida (mais ou menos como existe mas não vale) e/ou dependem de tantas regulamentações que nunca foram implementados...

Então, desde a chamada transição "democrática", de forma mais ou menos sistêmica, nossas elites trataram de elaborar instrumentos e formalidades capazes de calar os ruídos resultantes de uma das sociedades mais desiguais do planeta, que não por coincidência copia o país mais desigual entre os mais ricos (EUA)...

Mas mesmo por lá (EUA), o lawfare fez seus estragos...

A ratificação da fraude busj jr é o case a ser estudado como modelo para o que viria a seguir no quintal dos EUA (nós)...
juízes (assim, do tamanho de sua estatura) da Suprema Corte corroboraram aquele roubo, junto com o legislativo (outra perna do esquema de sequestro de mandatos).

O que vem depois é História: 11/09, guerras por "armas químicas", guerra ao terror, etc, etc, etc...

Obama e seu mandato são a trágica confirmação do que disse...até nas questões das tentativas de judicializar o resultado da eleição na qual foi vitorioso, lembram das sandices sobre o local onde nasceu? Pois é...

Mal comparando, a lava jato é a nossa guerra contra as armas químicas de Saddam, que na verdade, foi um dos sintomas (a Guerra do Golfo 2) da intoxicação mundial da arma "química" mais letal: o lawfare da era da pós-verdade!

Não se admire se algum juizeco disser que o fechamento do Instituto Lula se deu porque há armas químicas por lá, associação ao terrorismo, ou porque foram encontradas evidências que a cocaína do helipóptero mineiro saiu de lá...

Nenhum comentário: