quarta-feira, 12 de abril de 2017

CPI e Síria e Coreia do Norte: como distrair a audiência enquanto afundamos...

Já dissemos e repetimos aqui que as eleições de doria, trump, aluísio (o sociopata de Macaé) e diniz são pontos de um eixo fenomenológico comum: a destruição proto-fascista eleitoral da Democracia pelos entes não eleitos (juízes, promotores, mídia e financistas)...

Um ponto em comum da agenda desses usurpadores é o uso (e abuso) das técnicas de manipulação da realidade, impondo sempre versões favoráveis mesmo quando essas versões não se sustentem por muito tempo...

Falamos em usurpação porque a "representatividade" deles é encenada não só sobre os mais baixos instintos populares, mas como reflexo de negação da política ou vinculação orgânica com as sociedades representadas...

Uma vez pegos e desmascarados, correm a inventar outras manipulações até que essa nova tentativa se esvazie e demande outra...

Esse modelo tem um efeito colateral mortal para a sociedade, porque a priva de organizar-se politicamente para apresentar suas demandas, já que sempre estaremos "ocupados" em desmentir tais versões fantasiosas...

E pior: toda vez que a sociedade consegue algum capital político jogando as regras estabelecidas por eles, as regras mudam, como foi o caso do golpe que impediu Dilma Roussef...

Enquanto isso, a verdadeira agenda se impõe...cassar direitos e avançar no autoritarismo...

Por isso o maior cretino do planeta agora brinca de guerra com a Coreia do Norte, e com a Síria...uma vez que sua popularidade está esfarinhando-se, cai bem um conflito ou uma ameaça nuclear para renovar a coesão da base social de apoio...

Igualzinho ao nosso cretino local (mas não menos cretino, só que com menos poder)...

Na ausência de governo, ele inventa investigações parlamentares sobre mau uso de dinheiro público em contratações pretéritas...

Uai, como assim?

Não foi ele e seus aliados que ajudaram a aprovar as constas da prefeita que agora pretendem investigar, tudo para manterem o mesmo percentual de "cheque em branco" das suplementações orçamentárias?

Então fica combinado assim...

Vamos assistir o marcolão do posto brincar de detetive para nos convencer que está tudo bem nessa cidade...

Empresto os versos famosos de Cartola para dizer:

"(...)Queixo-me às rosas, mas que bobagem

As rosas não falam(...)"

Nenhum comentário: