quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Os filhotes da Cachorra de Guarus e a estranha planície de Alice

Resultado de imagem para alice no pais das maravilhas

Vamos ser bem honestos...

Em um mundo normal, onde as pessoas compreendessem os trâmites e processos inerentes a ação política, e onde o senso comum não reverberasse asneiras a todo momento, criminalizando esses processos através de um espetáculo midiático grotesco e hipócrita, nada haveria demais no fato da irmã de um delegado federal ocupar um cargo por livre nomeação na prefeitura da cidade onde moram...

Mesmo que o moço tenha sido um dos principais guerreiros de uma "ética seletiva", digamos assim...

Afinal de contas, a simples constatação de que ele escolheu apenas um lado para atacar não elidiria os crimes do lado perseguido...

Aliás, essa lógica de usar a polícia como milícia privada também povoou a Secretaria de Segurança, quando ocupada pelo hoje então líder dos perseguidos...a sentença que o condenou por quadrilha ou bando armado deixa claro essa presunção...

Chumbo trocado não deveria doer...

Mas  no estranho mundo de Alice, onde a rainha de copas da mídia manda cortar as cabeças, alterando as regras de civilidade ao galopar de seus interesses, onde políticos fazem campanhas pautados pela anti-política, elegendo o falso moralismo como plataforma eleitoral, e depois, como programa de governo, esse fato ganha contornos de tragédia farsesca...

Vou repetir: 

Pessoas normais não se espantam com o jogo de nomeações...aliados são aliados, inimigos, bam-bam...

No entanto, aqui, a ligação familiar da moça nomeada (pobre moça) e o Torquemada Camisa Preta, um cruzado evangélico da melhor tradição casa grande dessa plaga de índios assassinados á extinção, e pretos torturados até hoje, o mimo governamental é um sonoro tapa na cara do eleitor crédulo, o batedor de panelas, aquele que achava que um programa social seria o motor eleitoral dos patetas da lapa...

Claro, certamente a população pobre entende que a execução de um programa social é um benefício que merece ser considerado na hora do sufrágio, mas essa relação teleológica (de causa e efeito), que a mídia do esgoto local e a ditadura judicialista (franquia da república do paraná) juntos incutiram como certeza cartesiana e matemática, é falsa...

A gratidão entre pobres e os gestores que ampliam seus direitos, uma merreca que faz muita (ou toda) diferença para quem nada tem, é CRIME para os arautos da lei...(aos inimigos, a lei)...

FISIOLOGISMO, dizem meus amigos da intelligentsia local...

Fica a dúvida quando essa gratidão sobe a escada social e chega até os mais ricos...o que será? 

Razões de Estado? Gestão moderna? Transparente? 

Ahhhh, notório saber técnico...ou tudo junto...porque qualidades e predicados não faltam a quem não falta grana...

Certo é o que Alice nos diz, embevecida, enquanto acalanta as feras que a perseguem: 

Aos cães de aluguel toda adulação é necessária...porque a moça explica:

Antes serem cães, são antes de aluguel...

A estranha planície, terra dos filhotes da Cachorra de Guarus que parecem ter devorado há tempos o Chapeleiro Louco, e agora caçam o Coelho e o Gato, Alice não está confusa...ela sabe das coisas...

Então, Alice, derrotada mas não menos linda, canta o coro com a rainha:

Cortem as cabeças, cortem as cabeças...

Nenhum comentário: