sábado, 28 de janeiro de 2017

Os filhotes da Cachorra de Guarus e o apagão na Educação...

Para quem não sabe, até porque a propaganda oficial dos governos dos patetas da lapa nunca anunciou isso, a Escola Municipal de Tocos tem um IDEB maior que quase todas as escolas privadas do ensino fundamental da cidade, empatando apenas com o Externato Campista...

O índice está acima de 6,0...

Pois é, essa pérola do ensino local vê se aproximar o reinício das aulas, e sua administração parece um Frankenstein...

O atual governo, dos filhotes da Cachorra de Guarus, parece não estar satisfeito apenas como o mi-mi-mi da "herança maldita e partem agora para destroçar o pouco que deu certo na octaéride dos patetas da lapa (considerando os últimos dois mandatos da prefeita-laranja)...

Explico:

A atual gestão exonerou a vice-Diretora, e outros integrantes da administração escolar, mas ainda não nomeou a Diretora, talvez se contorcendo para atender os reclames da "base aliada"...

O fato é que a referida escola está sem rumo, e a comunidade escolar apreensiva, inclusive porque tudo indica que o bom trabalho anterior não vá ser levado em conta (em 2009 o IDEB patinava em 3 ponto alguma coisa e passados 7 anos, pulou para mais de 6)...

O que virá para a Escola de Tocos ninguém sabe, mas a considerarmos o desleixo que a melhor escola municipal tem sido tratada, coisa boa não será...

E tudo isso sob a égide daquele que se apresenta como "a novidade" nos métodos e processos de administração das políticas públicas do setor...

No entanto, se você imagina que a Tocos é um caso isolado, engana-se...O caos está instalado em toda rede...

Espremido entre a demanda do atual coxinha alcaide em atender os vereadores e sua plataforma de campanha que exige a eleição de diretores, e que foi feita sem compromisso algum de ganhar, então podia falar qualquer coisa mesmo, o secre(o)tário brand new brand vai tornando o que era ruim muito pior...

Não se assustem se o IDEB cair para menos de 3 em poucos anos...

Se o secre(o)tário tem mais amor pela coisa pública do que pelo seu cargo e vaidade, eu imploro: pede para cagar e sai, meu filho...

Nenhum comentário: