sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Os filhotes da Cachorra de Guarus e o ajuste do estado neoliberal...

O diário oficial atual, a latrina editorial que agora reproduz cada espasmo da atual administração como um milagre da natureza, traz notícias nada alvissareiras...

Segue a atual administração o seu processo de desmonte, estigmatização e criminalização dos programas sociais...

Primeiro foi como plataforma da campanha, com o auxílio e intervenção da franquia local da república do paraná...

Agora, a secre(o)tária responsável pelos programas segue o "recadastramento", que na verdade chama-se: exclusão...

Em um mundo onde 1% detém riqueza maior que a dos 99% restantes isso é um assombro...

Já no lado da educação, o secre(o)tário alardeia o ajuste nas bolsas pagas pelo município às escolas privadas, para atender os "excedentes"...ou seja, aqueles que sobraram nas vagas faltantes...

Tudo bem, tudo bem...concordo com a medida, mas...

Sem um critério universal e público, esse ajuste nada mais será que um agrado às escolas que permanecerem com mais bolsistas (e podem ter certeza, aí estarão as escolas "amigas"), enquanto as demais ficarão chupando dedo...

Outro problema da falta de critério:

Como escolher quais alunos voltarão aos bancos da deficiente escola pública municipal?

Um doce para quem adivinhar, e eu vou tentar:

Com o aperto nas vagas, e sem critério público, cresce o valor de troca clientelista para que os "mimos" sejam distribuídos aos de sempre: Os filhos da classe mé(r)dia...


Um comentário:

Anônimo disse...

Extra! Extra! Uma cidade sem dengue.Uma cidade com repelentes.