quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Carta aberta aos parentes de Brand Arenari...ou S.O.S...

...---...

Na linguagem codificada chamada MORSE, os sinais acima dizem S.O.S, ou popularmente, socorro!

Eu escrevo aos parentes do Brand Arenari, que supostamente estaria ocupando o cargo de secretário de educação...

Sim, tudo indica que o Brand, o verdadeiro, aquele com Doutorado em Ciências Sociais, que fez parte da equipe do super-hiper-mega-power intelectual Jessé de Souza, um dos caras da moda sociológica primavera-verão 2016/2017, enfim, um cara que se dizia de esquerda, e que tem um cabedal teórico de dar inveja a choldra ignara, foi abduzido por algum grupo coxinha-radical, e está sendo mantido em cárcere ou esteja até morto e eviscerado no fundo do Paraíba do Sul...

Em seu lugar está algum tipo de sósia ou clone, disposto a integrar um governo que diz que trocará programas sociais por sistemas de "mérito" (também conhecidos pela sigla FPP, foda-se pobre preguiçoso)...O verdadeiro Brand nunca admitiria essa hipótese, nem sob tortura...

Esse sósia do Brand está por aí a legitimar um governo que manteve nos postos-chave figuras do governo anterior e outras piores...

Um governo tocado por um "libertador", que disse em seu discurso de posse que só agora Campos dos Goytacazes é livre...????

Por favor, divulguem essa corrente do bem, alertem as autoridades, não deixe o pobre Brand nas mãos desses cretinos...

...---...

5 comentários:

Anônimo disse...

Você não percebeu, da mata?
Folha da manhã preparou tudo. Convidou Brand. George Coutinho. Governo atual tem medo de crítica. A força inteligente abocanhou aqueles que não atrapalhariam, entende? E governo busca os opostos para que eles não sejam mais opostos. Quem não tem muito o que fazer para mostrar a que veio tem que procurar. Procuram e não acham muito, aí é essa ditadura de fechar a boca de uma forma sutil, quando não tão sutil a ponto de fechar um jornal que "diariamente" estava aqui. E aí? Acabou a ditadura? Ou começou e é preciso disfarçar atacando para se defender?

te encontro ainda!

Anônimo disse...

Por falar nisso, e o Claudinho, hein?
O dr Andrade deve estar perdendo o sono.Tão acostumado a se opor, diante das contradiçoes é bem capaz de se trair.
O cachimbo acostuma com a "boquinha". Ou é o contrário?

Anônimo disse...

Se a Folha preparou tudo como disse o comentarista aí de cima, faltou combinar com os russos... Me refiro ao velho Chacal. Aqui o pau bate de quina eheheheh...

Anônimo disse...

Diniz que durante a campanha apresentava-se como algo novo no processo eleitoral, agora é aliado dos piores núcleos da política velha com o quais correu o risco resvalar do debate para as agressões físicas em plenário durante sua passagem como vereador.

Mas qual foi o atrativo para esta tropa aderir ao novo governo na vigésima quinta hora? Cargos, participação no governo e outras questões que devem emergir ao longo dos próximos meses.

Neste primeiro momento os vereadores têm a garantia de que diretores de escolas, indicação de políticos, serão mantidos por meio deste critério por mais um ano, muito embora já haja uma lei determinando eleição direta para esses cargos. Esta concessão deve provocar uma forte reação de professores da rede pública municipal e do Sindicato dos Profissionais de Ensino (Sepe), porque a eleição direta foi uma promessa sistemática do novo prefeito durante a campanha.

Anônimo disse...

Douglas, o Brand juntamente com o Coutinho, são pensantes da sociologia para criticar o "outro" e suas escolhas. Mas penso que os mesmos não se dão conta de que o querido Marx Weber pensava assim:

"o indivíduo escolhe ser o que é, embora as escolhas sejam limitadas pelo grau de conhecimento do indivíduo e pelas oportunidades oferecidas pela sociedade. O indivíduo é levado a escolher em todo instante, o que faz da vida uma constante possibilidade de mudança. O indivíduo escolhe em meio aos embates da vida social. Essa idéia faz com que o sentido da vida, da história, seja dado pelo próprio indivíduo. Os processos não têm sentido neles mesmos, mas são os indivíduos que dão sentido aos processos."

Claro que eles não explicam a "coisa" assim claramente, né? E povo desculturado continua desculturado.

O problema desses "sociologistas" soberbos é que eles só aceitam e compreendem as escolhas deles. A dos outros, não.

Quando o Diniz coloca um Brand na Educação, sabemos que a família não vai ser vista. Esses "sociologistas" weberianos não dão crédito a afetos, pois acha tudo irracional. Aí a gente vê esse caos no mundo! Tira o afeto, e vem o brucutu!

Mudança???
Veremos o balaio de gato!
Quando não sabemos onde queremos chegar não vamos a lugar nenhum.
É cada um preservando o "seu".

uma professora decepcionada com discursos socialistas