sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Campos dos Goytacazes, a terra de Salen Rod: sem rumo, sem governo, enfim, estamos fodidos!

Pode-se detestar o governo anterior e sua forma de fazer política...Eu sou um dos que detestam...

Então, não cola a pecha de que esteja aqui a chorar sobre os cadáveres dos patetas da lapa...

Já vão tarde...

Mas esse  blog sempre criticou os que imaginavam que para tirar o mal, deveríamos nos aliar a mal maior...

Goste-se ou não da administração anterior, ela tinha uma cara, tinha projetos e propostas, programas, enfim, havia algo para ser criticado, debatido, enfim, havia algo para se opor...

Agora, o que há?

Nada.

O atual prefeito e seu grupo de "libertadores", os novos "sábios" da planície, passaram anos cornetando a atual administração...

Tudo bem, esse é o papel da oposição...

Mas foram às ruas, e ganharam uma eleição sem nenhum projeto nenhuma marca, nenhum programa, nenhuma promessa a ser cobrada...

Vocês dirão que isso é uma nova forma de fazer política, que é isso mesmo, é melhor fazer que falar, etc...

Não é bem assim...

O fenômeno da eleição do atual prefeito, o neto do avô, é parecido com aquele que deu a jorge dória em SP a vitória nas urnas...

Não há nada, é oco, e tem que passar o tempo inventando factóides para desmontar aquilo que havia antes...o babaca do dória foi varrer ruas...

Algo como as visitas aos hospitais, ao mp, e outras baboseiras posadas pelo prefeito daqui...

Só mídia, só falação...

A impressão que temos é de terra arrasada...

Tirando o chorôrô da herança maldita, repetida ad nauseam pelo diário oficial paralelo, tirando as palestras que mostram que o atual prefeito ainda não desceu do palanque, não há nada, absolutamente nada feito pela atual administração que possa ser considerado resolutivo para a suposta crise encontrada...

A não ser, é claro, o decreto de emergência "caô-caô, baixado sob medida para os fornecedores amigos...

Parece se confirmar a noção que tínhamos antes, a de que o prefeito não esperava ganhar a eleição...

Ganhou, e agora...?

Querem um exemplo? Os sinais de trânsito apagados...

É claro que não queremos que o presidente do IMTT desse conta das falhas da empresa contratada, mas não há nem nos horários mais tensos (de pico), a presença de nenhum agente de trânsito disciplinando o fluxo de tráfego nos cruzamentos mais perigosos...

Para isso precisava alguma "luz divina" iluminar o gestor?

Penso que não...

Passaram todo o tempo da "transição" chorando que não tinha informações, mas não prepararam nenhum ato para mudar o quadro...muito menos traçaram um plano de contingência para os setores mais nevrálgicos...

E para isso não precisavam de informação, basta vontade e intelecto...

Matéria rara antes, com os patetas da lapa, e também agora, com os "jênios" da velha oligarquia reciclada...

Quem tinha razão, afinal, era Salen Rod...

3 comentários:

Gustavo Landim Soffiati disse...

Notou uma semelhança entre o infográfico das dívidas e o Power Point da palestra em que Dallanol revelava ser Lula the big boss? Fora que, pelo andar da carruagem, daqui a pouco vão dizer que os salários dos servidores são herança maldita...

douglas da mata disse...

Essa empresa da pós-verdade, a novilíngua do liberalismo atual, é a mesma franquia, mas adaptada para cada departamento: política, judiciário, etc...

Gustavo Landim Soffiati disse...

😂😂😂😂😂