segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Quer nos foder? Pelo menos nos beije antes, secretário...

A entrevista do secretário sobressalente de segurança do ex-estado do Rio de Janeiro virou piada no meio policial...

Falando quando deveria ficar calado, agindo quando deveria pensar, o secretário, no meio de tantas outras baboseiras feitas para encher pautas e linguiças, disse que contará com a "paixão, o sacerdócio" do policiais para enfrentar a chamada "crise"...

Eu vou até fugir da piada pronta, e evitar dizer que o dono da farmácia, a seguradora, o colégio das crianças, enfim, nossos credores não vão receber paixão, nem sacerdócio para quitar nossas dívidas...

Vamos perguntar ao secretário, cadê a paixão do (des)governador pelos servidores e contribuintes, que deu 131 bilhões reais desde 2010 (de acordo com o TCE-RJ) a empresários, sob forma de renúncia fiscal (instrumento que promete continuar usando), enquanto deixou o Estado do Rio no buraco negro fiscal?

Sacerdócio? Bem, é para a gente acreditar que nossas contas serão pagas por milagre?


Nenhum comentário: