quarta-feira, 22 de junho de 2016

E a onça não bebeu água...

O vexame da morte da onça-mascote do Exército Brasileiro, após a cerimônia-papagaiada de passagem da tocha olímpica na Amazônia, é só um nota irônica no rol de vergonhas alheias que nos assolam:

O prefeito Eduardo Paes pede "desculpas" a atleta estrangeira pelo assalto, mas como assim?

Vocês já viram ou ouviram alguma autoridade parisiense, novaiorquina, ou de Orlando pedindo desculpas aos turistas ou visitantes estrangeiros mortos nos ataques selvagens que acontecem nas "cidades mais seguras do mundo"...

E tanto faz se a violência vem do morro ou de um maluco em nome de Alah...

Uai, se ele está se desculpando é porque assume a culpa? E se tem culpa, ou melhor, se tinha responsabilidade, por que nada fez para evitar?

Uma imbecilidade digna no melhor estilo vira-latas...

Depois foi o anúncio de que o "sequestro" dos salários e recursos praticado pelo (des)governador xico dornelles deu resultado...

O golpista temer abriu o cofre e cedeu a chantagem...

Não se animem servidores policiais, porque o din-din tem endereço (bolso) certo, ou seja: pagar fornecedores e comprar mais porcarias inúteis para o "aparato de segurança", seguindo a mesma lógica de sempre: Proteger quem tem grana, e no caso dos Jogos, fazer a polícia servir de babá para estrangeiro...

E o rombo nas contas? Vai de vento em popa, uma vez que todo mundo sabe (ou deveria), que a causa do buraco nas contas públicas são as criminosas subvenções e isenções fiscais concedidas a empresários-amigos...

Ahhhh, em só mais uma coisinha: A Polícia que faltou no hospital para fazer o "P.O."(escolta de preso hospitalizado, no jargão policial) sobra para desocupar "democraticamente" as escolas onde alunos protestam por melhor educação pública...

Me salve caetano-baiano-de-miole-mole: "Alguma coisa está fora da ordem, fora do nova ordem mundial..."

Nenhum comentário: