sábado, 30 de janeiro de 2016

g(r)ôbo, neymar jr, cbf e sonegação, tudo a ver...

Um cacoete nacional, tão disseminado quanto "bandido bom é bandido morto" é a sonegação fiscal...

De cima a baixo no país, o argumento cretino de que pagamos muitos impostos e que o governo não sabe usá-los é justificativa para que se roube o dinheiro de todo mundo...

A mesma mídia que chantageia políticos e o sistema representativo com a cruzada moralista cretina, fazendo matérias espetaculosas, onde os recursos supostamente desviados nos escândalos são contabilizados em números de atendimentos de saúde, medicamentos, pratos de merenda, ambulância e outros bens e serviços que deixaram de ser adquiridos, esquece (deve ser acidente da memória) de dizer quantos bilhões deixaram de chegar ao atendimento ao público por terem sido surrupiados pelos sonegadores...

Ressalte-se que cada escândalo veiculado foi seletivamente encomendado aos juízes e delegados da Agência de Inquisição Nacional (um novo "corpo burocrático" sem escritórios ou estrutura, sem mandato ou previsão legal, mas que move-se por si mesma, vazando investigações e escolhendo cuidadosamente os alvos)...

Por isso você vai ouvir muito sobre Lula na Operação Zelotes, embora não haja o menor indício que justifique sua menção, e nada vai ouvir sobre os inúmeros sonegadores que manipularam a autarquia de recursos fazendários (CARF) para diminuir ou extinguir as multas aplicadas administrativamente por sonegação fiscal...Bilhões e bilhões que sumiram mesmo antes de chegar aos cofres públicos...

Detalhe: No Brasil, sonegador que pagar o imposto, e as multas (desonestamente reduzidas, como se viu na Zelotes) livra-se da imputação penal, desde que o faça antes da denúncia do Ministério Público...

Talvez seja esse o motivo que advogados tributaristas ganhem tão bem para ensinar como se sonegar e sair-se ileso...

Por aqui na planície de lama, do caso recente dos impostos do IPVA recolhidos no Espírito Santo, a elite e a classe mé(r)dia berraram com gosto quando foi desmascarada...

Teve até gestão parlamentar junto ao (des)governador de então, cabralzinho, ex-presidente da República do Guardanapo de Paris... 

E quem foi o herói que apareceu com pareceres e "doutrinas" tributárias para justificar o injustificável? O tributarista...

Não é à toa...

Na planície lamacenta os grupos de mídia mais poderosos, e seus donos e herdeiros não aguenariam dois minutos da devassa fiscal...Mas seguem apontando o dedo aos que consideram corruptos (sim, alguns são só injustiçados)...

Assim, quando se trata de tributos, a emissora do jardim botânico, suas repetidoras, e todos seus associados tocam uma só flauta: 

Conseguir um jeito, legal (elisão) ou não (evasão), de driblar o fisco...

Mas de vez em quando são pegos em, off side (impedimento)...ou na banheira, como se diz no jargão do peladeiro...

Nos últimos anos a g(r)ôbo foi pega com a boca na botija, e cagou fininho para fazer todo mundo esquecer a mafiosa relação dela com a cbf e os lucros sonegados com as negociações de direitos televisivos, que culminou com o "sumiço" de processo e do DARF com as multas e impostos devidos...

Agora o garoto de ouro da emissora, o jogador de futebol que até hoje não jogou três partidas consecutivas em alto nível na seleção brasileira, mas lá é mantido graças a força de seus "patrocinadores", foi pego por sonegação fiscal e fraude...junto com "papi", diga-se...

O caso repercutiu no El País, que você pode ler aqui.


6 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com quase tudo, exceto quando você critica aqueles que dizem que "recolhemos muitos impostos e temos serviços públicos ruins". Independente de quem diga essa afirmação, acho que no fundo ela é verdadeira.

Não somos o país que mais recolhe impostos no mundo, mas longe também de sermos o que recolhe menos. E para piorar, nossos pobres pagam muito mais que os ricos e a classe média, proporcionalmente. Assim como a classe média paga bem mais que os ricos desse país. Portanto, temos uma sistema horroroso nesse aspecto, e que muito pouco foi feito pelo PT para mudar isso. Talvez, posso estar enganado, mas acho que o que o PT fez foi criar ou ampliar programas de transferência de renda aos mais pobres para amenizar isso. À classe média que também usa os serviços públicos (menos que os pobres, mas também usa) fica a possibilidade dos abatimentos no imposto de renda dos serviços privados que contrata, quando pode fazer, e que nem sempre são tão compensadores.

Quanto a precariedade de nossos serviços públicos, parece-me indiscutível. Nossa saúde é ruim, nossas escolas públicas são ruins (exceção às universidades), nosso transporte público é ruim... E invariavelmente esses serviços são ruins por falta de gestão, pois dinheiro tem. E quem mais usa esses serviços são os pobres que não podem pagar por um médico particular, escola particular, etc. Mais uma vez é o pobre que se dá mal.

Não sou contra os impostos, sou a favor, principalmente de se cobrar dos mais ricos. Mas nosso sistema atual é horroroso e penaliza sempre quem tem menos dinheiro.

douglas da mata disse...

Nossas opiniões não são divergentes, olhe bem o texto...e o que o blog publica sempre: Temos uma carga tributária mais injusta que alta.

Dentre os países com economia parecida, estamos abaixo de todos, a exceção dos EUA, como 27% de carga em relação ao PIB, enquanto temos algo em torno de 33 a 35%, na série histórica.

Considerando o nosso tamanho, as atribuições constitucionais (nos EUA não há saúde gratuita universal e o sistema de educação é muito diferente daqui), nossos valores são baixos.

Mas não há dúvidas que a despeito de discordarmos do montante, ele é injusto: rico para pouco ou nada e pobre e classe média arcam com o resto.

A questão que a classe média ainda tem restituições, e o pobre quando consegue uma restituição (nos moldes da renda mínima, ou popularmente chamado de Bolsa Família) é linchado em praça pública.

Um abraço.

Anônimo disse...

"...mas lá é mantido graças a força dos seus patrocinadores"... Essa foi boa. Sabe tudo de futebol. Você acompanha os jogos do Barcelona? Não né? O Barcelona é muito burro de manter aquele pereba. Putz!!! Joga nada...faz gol nunca... Comenta política só cara. Faz esse favor pra nós!!!

douglas da mata disse...

Meu filho, aponte um, apenas um só jogo onde o sonegador tenha feito a "diferença" na seleção brasileira...

Algo que chegue perto dos feitos de um "simples" Romário, Rivelino ou Sócrates, nem vou mencionar os medalhões como Zico, Pelé, Garrincha, Didi ou Maradona...Ou Lother Mathäus, Kruyff, etc...

Futebol, por óbvio, é negócio, e o que é bem pior, hoje é um negócio nivelado bem por baixo. O embusteiro sonegador atende a demanda global do Barcelona em manter um time "internacional", para garantir adeptos ao redor do planeta para os produtos que opera.


Pressões de patrocinadores para escalar jogadores não é novidade, e o boçal se diz entendedor...de que mesmo?

R9 em 1998 não conseguiria nem tocar uma punhetinha no vestiário, mas foi mandado a campo...foi o início de nossa série de vexames históricos (a primeira vez que perdíamos um jogo de Copa por três gols...nossa segunda final perdida em 48 anos).

Olhe bem o texto, neymarzete; Eu disse que ele é, no máximo, um jogador de clube.

No Brasil, no Santos, de todos os jogos que vi, com aquelas firulas improdutivas, só o jogo Flamengo 5x4 Santos valeu o nome de FUTEBOL..o resto não merece nem a nossa memória, tanto que você (salvo se recorrer ao google ou ao youtube) não vai citar nenhum jogo memorável.

Bem, eu me lembro, ainda que ache um jogador medíocre, do golaço de Robinho na final do Brasileiro contra o Corintians, entortando Rogério...

Lembro do golaço de Rivaldo do meio do campo, no Mogi das Cruzes, quando despontou para o futebol, pulando dali para o Bragantino do Luxemburgo, que faria história, senão me engano...

Mas faço força na memória, e só me lembro do sonegador jogando algo contra o Flamengo, deve ter sido a inspiração do manto sagrado...

Anônimo disse...

Jogador de clube, falou tudo. E que jogador! O clube já pensa em lhe dar aumento. Não vou falar dos títulos conquistados e dos gols feitos. Todos sabem. Pro clube o que importa é o que ele joga no clube. E ta jogando pra caralho! Por falar nisso o melhor do mundo também não joga essas coisas na seleção dele. Seleção é de 4 em 4 anos. Clube é todo dia.

douglas da mata disse...

Bem, eu estou falando de s-e-l-e-ç-ã-o. Sem conquistar Copa do Mundo, ou sem mostrar ali o que sabe, o jogador sempre será tratado como um item menor na história esportiva. Foi assim com Zico, que nem pode ser comparado a fraude de corte de cabelo duvidoso...

Você confunde performance de marketing com desempenho futebolístico. Fazer gol em campeonato espanhol (com três clubes que merecem esse nome, e um bando de cretinos de resto) qualquer perna de pau faz, e é só olhar o scout de outros tantos por lá, também medíocres, e outros nem tanto...

Seleção é de 4 em 4 anos, onde meu filho? E a Copa América, e as eliminatórias, e os amistosos chamados de primeira linha, com seleções de nível igual? Sem falar o fiasco do rapaz nas Olimpíadas de 2012...

Mas ainda assim, mesmo que fosse quadrienal a atividade, é na seleção que se divide os homens dos meninos...

Pelé demorou três copas para receber o título de melhor do mundo, como unanimidade...Garrincha sequer foi mencionado, e por aí vai...

Maradona pelejou até ser reconhecido mundialmente...

Mas em tempos de idiotia virtual e concursos de melhores do mundo para lucrar com a audiência e encher pautas, qualquer cretino é o melhor do mundo aplaudido por outros tantos cretinos...