segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

A Hydra: O golpismo não tem apenas uma cabeça...

Muito comum em tempos como os atuais, embora rejeitemos a repetição da História, é o movimento de reação (reacionarismo) às tentativas de descaracterizar e deslegitimar as alternativas populares de governo dos países situados à margem do centro capitalista...

Como sabemos todos, nunca esses governos populares chegaram a ameaçar a ordem vigente capitalista, mas desejavam apenas uma reforma que permitisse a inclusão dos historicamente excuídos...Ou nas palavras de Lula, "um choque capitalista"...

Esses governos reagem ao assédio permanente das forças conservadoras, e acuados, ora pela estridência oposicionista inflada pelos seus sócios da mídia, ora pela desconfiança das forças mais à esquerda, que rejeitam o gradualismo aliancista, tendem ao isolamento ou ao endurecimento, de acordo com a tradição histórica de cada lugar onde os conflitos se instalam...

Sabemos também que por trás desta suposta disputa está o grande capital puxando as cordas...

E aí surge uma plêiade de imbecis dando nomes diferentes a fenômenos parecidos...

Então fica combinado: Lula é populista, Dilma idem, Cristina, Maduro e Chávez muito mais...

Mas a face republicana do anti-populismo talvez sejam ffhhcc e outros presidentes "republicanos"...

Frango a um real, ou um real um dólar, que dizimou empregos e a indústria nacional, tudo para ser o nosso campeão-são-jorge contra o dragão da inflação (embora tenha entregue o país com mais 12 % de inflação em dezembro de 2002)...

Cada tentativa dos governantes populares de cumprirem a agenda pela qual foram eleitos é populismo, que se soma a outro apelido mágico: fisiologismo...

Fisiologismo é o nome feio que a direita reacionária dá aquilo que quando ela fazia era "interesse de estado" ou "busca pela governabilidade"...

Com certeza é esse o nome que Macri, na Argentina, dará aos seus acordos, e claro, nem lá, muito menos aqui, você vai ouvir qualquer questionamento...muito menos panelaço...

Muito menos o uso que fará das máquinas de propaganda, e a ocupação dos cargos públicos por seus correligionários merecerá o nome de "aparelhamento", mas sim de "corpo técnico", "gente do mais alto gabarito"...

Mas o troço não para por aí...

Os quadrilheiros do psdb  sentaram em cada um dos escândalos, e impediram solenemente que cada investigação fosse à frente, seja manipulando a então domesticada e quase faminta PF (que eles dilapidaram e entregaram a gestão do FBI), seja com o engavetador-geral (o Procurador Geraldo Brindeiro, lembram?)...

Como resultado, levam a fama de corretos, ou menos pior, nem de longe ostentam o título de "maior esquema de corrupção da História"...

A presidenta que incentiva e permite TODAS as investigações, cortando na própria carne, e talvez por isso aumentando o descontentamento até entre os seus, fica com a mácula de corrupta, inepta ou ladra...

Recentemente, lastreado em boa parte desse ideário, surgiu um novo (velho) tipo de golpista...

Aquele que diz ser contra o impeachment não porque ele é, em si, um golpe, nos moldes nos quais se articula, mas sim porque é pilotado pelo eduardo cunha...ou seja, se fosse outro, tudo bem...

Em nenhum momento se ouve ou lê que o impeachment é golpe porque não há, nem nunca houve, qualquer indício de que a presidenta tenha infringido qualquer norma ou dispositivo que ensejasse uma reprimenda tão dura...

Ainda mais se considerarmos que nenhum outro presidente teve o mesmo destino quando praticou atos semelhantes, e no caso dos canalhas tucanos, é preciso dizer que não só não foram investigados, mas como sobreviveram ao maior e mais caro comércio de votos da História desse país (pela reeleição)...

E não se trata de dar azo ao argumento calhorda dos cretinos golpistas, que querem nos impingir a defesa do seguinte conceito: Se eles puderam, poderemos todos...

Aliás, essa é outra cabeça da Hydra golpista...É o golpismo do Relativismo...

Não, não é nada disso...

Defendemos um postulado que antecede esse sofisma calhorda desse tipo específico de golpista:  

Que a lei seja o mais próximo de universalidade que temos, e caso contrário, usando a lei só em desfavor de certos "escolhidos", não se trata de lei, mas de exceção...

Então antes da defesa de "pode um, pode todo mundo", é preciso refutar o cinismo e dizer: 

Justiça parcial nada mais é que injustiça qualificada (parafraseando Rui Barbosa)...




4 comentários:

Anônimo disse...

Ainda bem, essa farsa disfarçada de socialismo está acabando. Seus grandes pensadores e líderes quase todos ficaram ricos. Fazer média com o dinheiro dos outros é fácil. Fora Chaves, fora Maduro, Fora Cristina, fora Morales, esses messiânicos que deixaram na merda os países por onde passara.Fora PT!

douglas da mata disse...

Outra mentira proferida por mais um cretino anônimo, ou será anônimo cretino? Tanto faz...

Primeiro associa os efeitos da crise de 2008 a gestão dos governos populares.

Depois desconsidera que esses governos levaram seus países e suas populações mais pobres (e os índices sociais) a níveis que a direita calhorda que ele representa nunca ousou, até porque nunca teve esse interesse.

Em 1999, com uma simples crise nos mercados dos Tigres Asiáticos, de proporcões infinitamente menores, os "jênios" demotucanalhas quebraram o país, que foi a bancarrota mais duas vezes entre 99 e 2002...

Esse merda vem aqui falar em quebrar o país, ora vá chupar a rola do capiroto...

Em nenhuma outra época o país esteve tão sólido frente a uma tempestade internacional que devastou todo o mundo capitalista, a maior desde 1929...

George Gomes Coutinho disse...

Cara, q tempos estranhos...

Nesse ínterim, na mesma linha do anônimo, eis que ninguém menos q o Reinaldo Azevedo tem um ataque histérico em resposta à ABCP:

https://www.youtube.com/watch?v=ZqltxM23dQs

tá brabo velho... quando a gente acha q não podia piorar... eis q sempre sou capaz de me surpreender com a criatividade humana em propagar imbecilidades.

douglas da mata disse...

Pois é...é nesse esgoto que esses idiotas bebem e se alimentam.