sábado, 14 de novembro de 2015

França (a Europa) se afoga no próprio medo e ódio...

O mais assustador em eventos como os de ontem, acontecidos em Paris, França, e supostamente praticados por militantes do Estado Islâmico, não é a selvageria das cenas de pessoas escapando de teatros ou estádios de futebol...

Aterrorizante mesmo é a certeza que as reações dos líderes destes países atacados vão seguir o mesmo roteiro: aumento do esforço militar nas regiões conflagradas, neste caso a Síria e arredores, e internamente, supressão de liberdades individuais...

Na verdade, tanto faz quem apertou o gatilho...Se foram extremistas islâmicos, de extrema-direita para culpar os primeiros, ou gente do governo para culpar todos e baixar decretos de exceção e poder absolutista, ao gosto das teorias da conspiração...

O que importa é o resultado que se imprime na realidade...Um ambiente desesperado onde as pessoas renunciam à sua capacidade reflexiva para tratar efeito como causa...

Não é só isso: eventos como os de ontem fazem a alegria dos mercadores de armas e tecnologias de segurança, injetando bilhões de euros/dólares no PIB do medo...

Um olhar superficial sobre as guerras assimétricas que foram travadas ao longo da História revela que medidas de força não geram senão a (falsa) expectativa de segurança...

Considerando os motivos das novas guerras coloniais deste século, que a bem da verdade se assemelham às outras passadas (disputa pela propriedade e recursos naturais), não seria leviano dizer que o pior ainda está por vir...

Sempre as pressões imperialistas causaram este tipo de reação, mas é certo que com o advento da espetacularização da violência, inflamada pelas inúmeras plataformas de comunicação atuais, a sedução pelo uso do medo como instrumento de coação chegou a níveis inimagináveis...

120 pessoas mortas em Paris é inaceitável...Mas quantos civis desarmados mortos na Síria, no Iraque (Curdistão), ou no Paquistão são aceitáveis e até imperceptíveis?

É mais ou menos a mesma lógica que adotamos aqui no Brasil e na planície, com nossa indústria particular do medo, nossa "guerra à criminalidade", que apesar de milhares de vidas e bilhões de reais só apresenta resultados cada dia piores...

Seguimos medindo o valor das vidas pela geografia, cor da pele e pela classe social: quantos mortos em São Gonçalo ou na Codin despertam a mesma curiosidade de um morto no Leblon ou na Pelinca?  

Há duas frases que não me saem da memória desde ontem á noite:

"Existem apenas duas classes sociais, as do que não comem e as dos que não dormem com medo da revolução dos que não comem." 
(Milton Santos - Geógrafo).

"Se você quer uma fotografia do futuro,
imagine uma bota pisando num rosto humano para sempre." 
(George Orwell)


14 comentários:

Anônimo disse...

supostamente?

O grupo autodenominado "Estado Islâmico" assumiu a autoria do ataque!

Você, em seus posts, parece estar de mãos dadas com o IE... que horror!

Anônimo disse...

caro da matta

não é possível companheiro, que você em nome de sua anti patia para com os 'do bem' não enxergue que nada referido a esse Estado Islâmico é "suposto".

Você, meu caro, parece querer defender justamente aqueles que se acusam o tempo todo.

Você tão defensor das COISAS CERTAS, nem enxerga o mal desta seita que invade o coração e as vísceras dos seus desafetos, incluindo as mulheres, meninas, senhoras. E tudo debaixo de um deboche frio.

Conheço suas manhas e manhãs, rsrs e posso dizer, de cadeira e copo rsrs que vc não tem esse coração tão duro! És até mole diante de pequenas situações incluindo até certas letras que cantas.

E quem te lê pode até pensar que você faz parte, quase anonimamente, de um grupo terrorista.

Vai com calma, amigo!


Teu ódio pode acabar matando o teu amor.


admirador

Anônimo disse...

ahh...
em tempo!

teu poema assim meio esquizofrênico pode denunciar uma alma partida, sofrida, a espera de um amor que insiste ser empurrado ladeira abaixo!

Pare de empurrar o amor, cara.

Love life here now

Anônimo disse...

Por que Kamel mandou Rezende embora

Na véspera da demissão, Rezende criticou “má vontade” da mídia com governo

Um dia antes de ser demitido da GloboNews, onde estava desde 1997, Sidney Rezende publicou um texto em seu perfil no Facebook e em seu blog pessoal fazendo duras críticas ao jornalismo praticado no Brasil.

Intitulado “Chega de notícias ruins”, o texto defende que notícias positivas também merecem espaço na mídia e lamenta: “Se pesquisarmos a quantidade de boçalidades escritas por jornalistas e ‘soluções’ que quando adotadas deram errado daria para construir um monumento maior do que as pirâmides do Egito. Nós erramos. E não é pouco. Erramos muito.”

Sem citar nomes, nem veículos, Rezende escreveu: “Há uma má vontade dos colegas que se especializaram em política e economia. A obsessão em ver no Governo o demônio, a materialização do mal, ou o porto da incompetência, está sufocando a sociedade e engessando o setor produtivo”.

Como noticiou o colunista Flavio Ricco, no UOL, a demissão de Rezende foi anunciada na sexta-feira (13). “Relações profissionais podem ser interrompidas, sem que isso signifique que não possam ser retomadas mais adiante. A Globo só tem elogios à conduta profissional de Sidney, um jornalista completo'', informou a emissora em nota.

No texto que publicou no dia 12, o jornalista observou: “Uma trupe de jornalistas parece tão certa de que o impedimento da presidente Dilma Rousseff é o único caminho possível para a redenção nacional que se esquece do nosso dever principal, que é noticiar o fato, perseguir a verdade, ser fiel ao ocorrido e refletir sobre o real e não sobre o que pode vir a ser o nosso desejo interior. Essa turma tem suas neuroses loucas e querem nos enlouquecer também”.

Rezende escreveu ainda: “O Governo acumula trapalhadas e elas precisam ser noticiadas na dimensão precisa. Da mesma forma que os acertos também devem ser publicados. E não são. Eles são escondidos. Para nós, jornalistas, não nos cabe juízo de valor do que seria o certo no cumprimento do dever.”

http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2015/11/14/na-vespera-da-demissao-rezende-criticou-ma-vontade-da-midia-com-governo/

douglas da mata disse...

Caro "admirador", vamos, como Jack, O Estripador, por partes:

01- Não nutro qualquer simpatia por grupos terroristas ou pelo uso da violência como linguagem política de convencimento. Isto foi dito no texto. Isto sempre foi dito aqui. Só não enxergo o mundo dividido entre mocinhos e bandidos (bem e mal, e essas tolices)...

Franceses morreram? Minhas condolências, mas não ultrapasso esta tristeza para cair nessa histeria mundial...Morre gente que fala a minha língua e de forma violenta aos montes por aqui...50.000 por ano, todos pretos e pobres, mas esses não mobilizam nem comovem ninguém...

02- O fenômeno do terrorismo é complexo, e não pode ser analisado de forma tão rasa (como você fez), nem em espaço tão diminuto como esse blog;

03- Ainda assim, é preciso dizer que a França e os "aliados do bem" colhem os frutos de sua intervenção em países alheios, e como sabemos, essas intervenções nada têm a ver com "salvar" gente do mal, ou disseminar ideais democráticos e pacíficos...cada família destroçada por algum bombardeiro-robô (drone), nos ataques "cirúrgicos" que devastam cidades inteiras, nasce um candidato a terrorista...

Não há nada mais certo do que o velho adágio: "violência gera violência", ou na lei da física, "a toda a ação corresponde uma reação de sentido contrário e com a mesma intensidade".

04- Você ficaria surpreso ao saber (se é que não sabe) que os "aliados do bem" (Os EUA e seus capachos) lutam ombro a ombro com a antes famigerada e caçada Al Qaeda...como pode ver, as coisas mudam de lado rápido...

05- Quando falo supostamente é porque tenho, até pelo rigor que minha profissão me impõe (coisa que não vemos na mídia cretina, na qual, pelo jeito, você gosta de se informar), o cuidado de não determinar culpados antes de ver as provas...assumir atentado qualquer maluco pode fazer, e sabemos que sempre há múltiplos interesses capazes de culpar bodes expiatórios...

06- Veja você que em 2001, o Iraque e Saddam foram massacrados porque tinham ligação com os grupos que mataram 3000 nas Torres Gêmeas...Tinham arsenal químico, etc...tudo "documentado"...

Estas foram as "razões de Estado" que levaram bush jr e seu capacho tony blair a comeeterem um dos maiores crimes de guerra da História, e como sabemos, os verdadeiros culpados e financiadores do ataque (cidadãos da Arábia Saudita)sequer foram incomodados e foram retirados cuidadosamente dos EUA pelo governo bush jr, e ficaram à salvo de qualquer investigação, tudo em nome dos negócios petrolíferos da família imperial saudita e os bush;

07- Quanto às considerações pessoais, eu passo, mas rapidamente posso dizer que não conhece absolutamente NADA da mim...e muito menos da realidade que te cerca...

Um abraço.

Anônimo disse...

http://www.sidneyrezende.com/blog/sidneyrezende

É isso mesmo, Concordo! Pessoal tem mania de criticar e justificar os erros só dos que não são de sua panela. Se são de sua panela pode vir a "lama" que for e serão justificados.

Vejamos os napoleões da querida Campos! Quanta balela em cima dos coitados! Não são perfeitos mas estão bem longe dos “jatos que lavam e levam" a reputação de tantos que fazem parte da panelinha limpa e suja. Esse Jato lava os limpos, limpando mais, e tenta lavar os sujos, mas não conseguem. E expões a todos. Tá tudo aí... Mar de lama.

Campos segue, apesar de burburinhos, e tentativas tantas e maldosas de certos desafetos entrigueiros lançando gasolina em faísca.

Não digo tanto de você, da matta, haja vista seu estereótipo ser esse contundente crítico dos napôs, que se mudar vai-se embora o da matta. A gente ( os seus e os não-seus) se diverte, pois sabemos que, lá no fundo, você nem odeia tanto os napoleões assim ( e se odeia é teimosia).

Mas digo dos políticos e jornalistas, médicos e outros que mamaram muito às custas dos adversários dos napôs, e que por isso - até os Cabruncos sabem, rsrs - são os terroristas jogando gasolina em faísca.

Lembra do telhado de vidro? E aí? Nosso PT ( ainda lutarei junto de você. Quer? ) foi lá pras cucuias. E ali era a pontinha do Iceberg, cara!

Vamos deixar de ser avestruzes.
Vamos ser humildes. Não tem político melhor e nem pior que os napôs. Não tem.

Se você pode ultrapassar suas manhas através dos seus versos “à lá EI”, posso ultrapassar minhas manhãs assim sorumbático tirando lá do fígado um pouquinho do que existe AINDA em meu coração! E sei, nosso coração!

Ah, não é a Planície que é lamacenta, cara, é o Planalto. Pra lá de lama.
Por aqui, os ventos são outros. Só não vê os teimosos ad –versá- rios.

Creia! Seu amigo!

Anônimo disse...


Cara? Será que estou te confundindo com outro?

douglas da mata disse...

Eu passo.

Anônimo disse...

Garimpei para você. Tenho CERTEZA que vai gostar muito.

Um bom dia!

Anônimo disse...


Desculpa, o garimpo mesmo está aqui.
http://blogdopedlowski.com/2015/11/15/tragedia-de-mariana-articulista-da-bloomberg-faz-analise-cirurgica-e-desnuda-inoperancia-de-dilma-rousseff/

Anônimo disse...

Curioso que quando a derrubada do avião russo por parte do EI (já está comprovado) você não tenha feito nenhuma análise acerca de como Putin colhe a violência que plantou, ao atacar as posições dos rebeldes

Eu sei, eu sei: "é muito complexo".

douglas da mata disse...

Olha, com todo respeito ao professor Marcos: não leio lixo, qualquer coisa que se chame "articulista da bloomberg" não merece crédito, nem meu escasso tempo.

Bem, se você observar bem, a queda do avião não mereceu nenhum pentelhésimo de atenção da mídia cretina (que você parece adorar) se comparada ao caso francês, o que só comprova nossa tese: 1 francês ou um cidadão alemão ou dos EUA vale 100 russos, 1000 sírios e talvez uns 500.000 mineiros de Mariana.

Logo, o meu texto se dirige a esta questão.

Que Putin colhe os frutos de seu intervencionismo, não há dúvida, embora a diferença resida no fato de que ele age para manter um governo que até ontem era reconhecido e legitimado pela ONU e os "aliados do bem".

Assim como Kadafi ou Hussein (Sadam), que de uma hora para outra viraram vilões...

Enquanto isso, EUA se juntam a Al Qaeda para lutar contra Bassar al Assad. Velho filme j´s visto quando a CIA treinou e bancou a Al Qaeda contra a ex-URSS, e veja no que deu...

Como pode ver, é mesmo muito complexo para sua cabecinha oca...

Continue garimpando...agora,. pelamordedeus, bloomberg não, por favor!!!!

Anônimo disse...

Fico impressionado com a capacidade dos comunas em deturpar FATOS. As guerras nos países do oriente médio são culpa única e exclusiva deles mesmos, com seu ódio arraigado e sua luta eterna entre curdos, sunitas, xiitas e afins, todos muçulmanos, todos filhos de Alá. São povos extremamente ignorantes, torpes e sem a mínima compaixão com o próximo. Que os países do ocidente queimem com Napalm todos os membros do ISIS.

douglas da mata disse...

Esse comentário acima dispensa comentário...só publiquei para expor esse excremento, e para confirmarmos o que já sabíamos: que não há diálogo possível com tamanha burrice e cretinice...

Chega a ser engraçado...