sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Uma decisão bolivariana?

Pois é...nesta banalização na qual foi transformada a ação judicante, tanto por culpa do protagonismo de alguns magistrados, tanto pela espetacularização promovida pela mídia cretina, quem sai perdendo é sempre o Estado de Direito...

Antes destinada a pacificação dos conflitos, decisões e sentenças recentemente tem sido tratadas pelos imbecis como disputa futebolítisca...

Claro que o princípio do livre convencimento garante a cada juiz a possibilidade de decidir de modo próprio, o que significa que a mesma lide poderá ser modificada várias vezes até o trânsito em julgado...

Mas é engraçado assistir os idiotas de sempre "comemorando" a "histórica" postura do Judiciário, para depois entubarem o revés como crianças mimadas de quem o pirulito foi subtraído...

Será uma conspiração venezuelana? Não será culpa da Dilma e do Lula?

Volto a repetir: No tema financiamento da saúde pública, gestão e rede conveniada não há santos...

Só os tolos insistem em dividir o mundo em bandidos e mocinhos...

2 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito Douglas! Pingo é letra.

Anônimo disse...

O problema do judiciário (e também do MP) são suas inúmeras regalias, benefícios, mordomias e abonos. Um disparate se comparado com os direitos e deveres que a maioria da população tem. Os fundamentos ideológicos de suas decisões e ações são normais, e vejo até com bons olhos. Em alguns casos encontramos decisões e ações progressistas, que me surprende e me deixa contente.