sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Um olhar de fora...

Não há uma rejeição apriorística quanto á opinião externa sobre o Brasil...Elas (as opiniões) podem ser tão ruins ou boas como várias a respeito da "crise" brasileira...

Futucando os jornais ingleses, eis que Eliane Brum conseguiu reunir bons argumentos, que embora possam ser debatidos, vão na direção certa, a começar pelo título, mal traduzido assim:

"No drama político brasileiro, todos são vilões."

O texto na íntegra você pode ler aqui...

Mas destacamos este trecho:

"(...)Brazil’s problem, then, is not this particular conflict, but rather the failure to address the real conflicts. These include the incomplete process of abolishing slavery, abysmal economic inequality, and racial and social apartheid, which are non-existent debates. Both Lula and Dilma’s governments chose to accommodate these historical frameworks rather than tackling them head on.
The biggest drama currently facing Brazil is not the economic crisis or Dilma Rousseff’s incompetence, or even the corruption within the PT. Brazil’s drama is obscenity.(...)"
(mal traduzindo: O problema do Brasil, então, não é este particular conflito, mas ao contrário, é a falha em nominar seus reais conflitos. Entre estes inclusos o incompleto processo de abolição da escravatura, o abismo de desigualdade econômica, o apartheid social e racial, que são debates invisíveis. Ambos os governos, de Lula e Dilma, escolheram acomodar estas históricas demandas ao invés de atacá-las de frente.
O maior drama que o Brasil atualmente enfrenta não é a crise econômica ou a incompetência de Dilma Roussef, ou até mesmo a corrupção do PT. O drama do Brasil é a obscenidade.

Nenhum comentário: