sábado, 20 de junho de 2015

Platão e a Esfínge.

Ali estava ela
A mulher da minha vida
Eu tinha certeza

Não me aproximei
Pois minhas certezas acabavam ali
No exato momento que a vi

Ah! Como eu queria ser devorado
Mas as minhas dúvidas
Não despertaram o apetite dela.


Nenhum comentário: