domingo, 14 de junho de 2015

Parentescos e afinidades.

O ódio é filho do ciúme
Irmão bastardo do amor
Primo da desconfiança
Vizinho da tragédia

O ódio genuíno é
Violento
Lento

O ódio não envelhece
O ódio nos envelhece.

Um comentário:

Professora Hilda Helena disse...

Se não matar um ao outro antes...