quinta-feira, 11 de junho de 2015

O populismo parlamentar da ALERJ e a indignação seletiva da mídia e da classe mé(r)dia branca...

O que se aprovou ontem na ALERJ é mais uma idiotice parlamentar, resultado do apelo do senso comum escroto da classe mé(r)dia branca, que se alimenta e retroalimenta a máquina de falar besteiras: a mídia comercial...

Toda nossa consternação e sentimentos aos parentes do morto na Lagoa Rodrigo de Freitas...Todo nosso sentimento também às famílias de outros 50 mil pretos e pobres mortos sem que ninguém saiba, para além da contagem estatística...

É esse sentimento populista que a mídia comercial explora, em busca de mais alguns pontos de audiência, que pautou os deputados estaduais...

Idiotas que são, e pagos com  nosso dinheiro, e eleitos por outros tantos idiotas: nós...

A relação de vítimas de crimes de morte com emprego de arma branca é quase nula estatisticamente...No RJ e no país todo...95% dos crimes são cometidos com arma de fogo, e os 5% restantes se dividem em outras formas: armas brancas, objetos contundentes, envenenamento e outras...

E sobre o porte de arma branca já há lei estadual, a de número 563 de 1982, que fixa multas para infração dos incisos I, II e III, justamente o porte de arma branca, munição de arma de fogo e armas de fogo...

Tudo dentro do contexto da apuração criminal, e nunca o contrário, porque esse contrário que foi aprovado ontem é inconstitucional, haja vista que resultou em legislação de caráter penal que é vedada as assembleias estaduais...

O limite constitucional legislativo dos estados é impor a sanção administrativa se o ato de portar a arma branca estiver vinculada a um procedimento policial, até porque a produção, venda e uso de facas não é proibido...

Um exemplo clássico é o de conduzir veículo automotor sem CNH...Você só será levado a Delegacia de Polícia se a sua condução resultar em perigo de dano, logo, a sua restrição de liberdade (condução até a DP) é resultado de uma infração penal, NUNCA administrativa...

Imagine você indo a casa de um amigo, com suas habilidades churrasqueirísticas, levando seu "kit" pessoal de facas, e é parado pela Polícia...Uai, porque cargas d'água você deverá ser levado a Delegacia de Polícia?

Quem julgará o que deve ou ser considerado porte de arma com dolo de ferir alguém? Quais os parâmetros objetivos? Não os há, e cairemos na cilada de sempre, ou seja, dependerá do bom humor (ou outro sentimento menos nobre) dos policiais...

Outras milhões de hipóteses seguirão, e sempre teremos o autoritarismo do Estado (nesse caso concreto) contra a liberdade do cidadão...

Os valores das multas são outro "achado" ou achaque... de 2,4 mil até 24 mil reais por portar uma faca...

Sai muitíssimo mais barato dirigir bêbado, e ameaça muito mais gente...

2 comentários:

Anônimo disse...

Douglas:

A estatística dos 95% é oficial, imagino.
Sabe onde posso achar estes tipos de estatísticas na internet?

Obg

douglas da mata disse...

Os 95% dizem respeito ao RJ.

Há outros estados que a taxa cresce, mas como RJ, SP, MG e outros de maior densidade o número quase total é morte por PAF (projetil de arma de fogo), acaba puxando a média nacional para algo em torno dos 90% mesmo.

Há várias fontes: O site do ISP, www.isp.rj.gov.br (eu acho), e outros mapas da violência, fornecidos desde o SUS, passando pela ONU, e organizações de direitos humanos, e dedicadas aos estudos sobre criminalidade e violência urbana.

Acho que o Ministério da Justiça também disponibiliza algo neste sentido.