domingo, 21 de junho de 2015

John Coltrane playing A Love Supreme Live





Com vocês a parte que sobrou da primeira execução de "Love Supreme", por John Coltrane...



Jazz não é algo fácil de assimilar...Não é música para qualquer momento...é, na minha rasa opinião, para momentos de contemplação que ultrapassem a reverência chata dos que se julgam "entendidos" ou iniciados...



Não dá para ouvir jazz todo dia ao ligar o rádio, ou para embalar conversas "inteligentes" nos bares ou festas da moda...



Há algo gritando de dor neste saxofone...dor indizível de tentar conversar com deuses que nem sabemos se existem ao certo...

2 comentários:

Anônimo disse...


Caro Douglas,realmente não precisa assimilar ou entender ,basta fechar os olhos e sentir.

douglas da mata disse...

É...mais ou menos como faziam nossos antepassados nas cavernas batucando e balançando o corpo primitivamente...

Coltrane é o estado bruto...dói, refresca, acalma e espanca ao mesmo tempo...Uma violência suave aos ouvidos.