quinta-feira, 11 de junho de 2015

Auto ajuda sem ajuda do alto.

Não perca o que você não tem: tempo.
Dê as coisas aquilo que lhe é próprio: utilidade.
Desintoxique o amor que lhe resta: não tenha medo.
Não acredite em superstição: deus não existe e não te salvará de ti mesmo.
Você já nasce morto: então viva, porra!

Nenhum comentário: