sexta-feira, 27 de março de 2015

Nada.

Não é triste
Você pensa que há um deus
Que te salvará Dele e de si mesmo
E descobre que Tudo não existe?

Não se engane
Estamos por nossa conta.

Não há mais nada.

Essa é a ideia mais próxima de Eternidade que te resta:

- Nada.

5 comentários:

Anônimo disse...

vai se matar não heim, cabrunco...

douglas da mata disse...

Nós já estamos mortos, meu amigo...

Imagine que daqui a 200 anos você não existe...

Depois imagine que a contagem de tempo é só uma ficção para você tentar entender o que não entende.

Pronto.

Do ponto de vista universal, você já está morto.

É sua única certeza...

Remédios, religião, psiquiatras, etc são antídotos para que você desconheça esse fato (nós desconheçamos).

douglas da mata disse...

não se trata de se ter pressa, mas não deixar a hora por conta do acaso.

é bem melhor planejar.

Anônimo disse...

Camarada!

Estás muito equivocado de que tudo acaba aqui.
Estás muito equivocado de que daqui há 200 anos és/somos nada.
Não.
Somos uma alma dentro de uma carcaça. Esta alma, véi, vai estar no lugar que escolheu aqui enquanto vida.
bisoei umas filosofias mas não é por isso, véi!
Querendo Tu ou não, estarás em algum lugar.
Eu sei onde estarei, porque DEUS existe.
Estarei na LUZ com Ele.
Mas você assim na tua ateísse, prefere odiar DEUS. Fica claro tua crença num Deus que tu odeia, mano! Nem mesmo tu acreditas na sua ateísse, mano!
Estás aí preocupado com teu futuro e nem sabes buscar no presente a "vida para sempre".
Ateu tem umas crendices engraçadas! rsrs

Por falar em morte e vida, e o Lula? cadê? Cadê o Lulelê?

Ah, tu também tás sumido, hein?

douglas da mata disse...

Que caralho Lula tem a ver com isso, meu filho?

Eu não odeio deus, eu ignoro, porque não acredito nele.

Não estou preocupado com nada, aliás, esse é o tema do texto: NADA.

Alma? Que alma, filho?

O cara fica acreditando nessa "sandice" de "alma imortal" e eu é que acredito em sandice?

Acredita que há um ser que organiza essa merda toda, e que em algum tempo comeu a sua própria mãe (maria) para se fazer ele mesmo o próprio filho (???), e que criou um sistema de valores que "premia" e "condena", em um sistema moral que não resiste a dois segundos de reflexão...

E eu que sou louco?

Puta que o pariu...