domingo, 22 de março de 2015

Ilusões...

De tão distantes
Há estrelas que brilham já mortas
De tão distantes
Há amores que só brilham nas memórias.

2 comentários:

Anônimo disse...

Sr. Poeta de rimas pobres porém não corrompidas. Favor trocar o título desta preciosidade para

PARTIDO DOS TRABALHADORES

(tem tudo a ver)



Anônimo disse...

...abandonar as ilusões é uma forma de deixar de viver...