sábado, 21 de março de 2015

(des)Caminhos.

Seguia pela Rua do Improvável
Dobrando a direita na Alameda do Impossível
Descendo na Ladeira da Coincidência 
Quando vi você...gritei seu nome
Tarde demais...
Você embarcou no trem da Estação do Desencontro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Falou e disse! Obrigado por compartilhar a inspiração.

Anônimo disse...

...desencontros são instabilidades do mercado do amor...