quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Os "sortudos" da lista do HSBC...

Para quem quiser acompanhar a quantas andam as notícias sobre o HSBC e os brasileiros que colocam lá seu "suado dinheirinho" é só clicar aí no link:

Lista de brasileiros no HSBC (atualizada)...

No blog do Nassif estão os textos e comentários dos leitores com informações ainda mais preciosas...

Vale a pena...

2 comentários:

Anônimo disse...

Uau. Tenho 50 anos e nunca vi uma oportunidade como esta do Swissleaks. Oportunidade de se fazer justiça.

Sou um ingênuo, acho. Mas acho que poderíamos avançar como sociedade neste episódio.

O vazamento, até por ter 8 anos de idade, e ter muitas ligações que precisam ser estudadas, pode, e eu acho que vai, virar uma peça de acusação praticamente seletiva.

É preciso ter calma nesta hora. É exatamente isto que propõe o Nassif.

Se grupos políticos fizerem, e eu acho que farão, acusações seletivas para todo lado, querendo encontrar nomes e sobrenomes para ligar este ou aquele desafeto à sonegação, o samba vai desandar. E vai servir também aos culpados, sejam peixes grandes ou pequenos, para embaralhar as denúncias provando que muitas delas são frágeis ou mesmo falsas.

Tem gente procurando Lula, tem gente procurando Moro, tem gente procurando campistas, tem gente procurando jornalistas...

Vai ficar como?

Como disse o Miguel do Rosário, comentando a carta do Azenha ao ICIJ, é melhor ir ter com a fonte original, Henry Falciani.

Ele, ao lado de Assange e Snowden, são verdadeiros heróis da humanidade. Farão escola, eu espero.

Ingênuo, né?

douglas da mata disse...

Nem tanto ao mar, nem tanto a terra.

Todo vazamento deste nível serve a um monte de propósitos. O que determina a qualidade e extensão das apurações (ou resultados) é a força política e coesão dos grupos envolvidos (e os interesses em jogo também).

Há oportunidades e ameaças: SEMPRE!

Inclusive pode ser até um movimento provocado (ou aproveitado) por concorrentes para tirar o banco inglês do caminho.

Ou acreditamos ser o HSBC uma exceção?

Claro que não, bancos são lavanderias de dinheiro com chancela oficial. TODOS eles.

Esta é a natureza do sistema: possibilitar fluidez extrema do dinheiro com o mínimo de regulamento possível.