sábado, 28 de fevereiro de 2015

Os filhos da puta por eles mesmos!





A reconquista  ou manutenção do regime democrático não é obra das empresas de mídia, ao contrário...



No Brasil (e talvez na América Latina), todas as recentes tentativas de golpe (desde a morte de Vargas) tiveram como protagonistas algum ou alguns grupos de comunicação, aliados aos golpistas e lhes dando voz e legitimidade...



Não há limites para a canalhice destes filhos da puta...



Agridem a Democracia, flertam com a violência e depois, quando a situação engrossa, correm a pedir desculpas ou a sugerir que são vítimas...



Alguém acredita quando a mais mafiosa das organizações de mídia deste país, a globo e seus cúmplices ao redor do país pedem desculpas por terem se aliado aos gorilas, ou juram fidelidade à Democracia?



Pois é...



Nada melhor do que eles para que se expliquem por si mesmos...






8 comentários:

Anônimo disse...

Não vou dar nomes.

Como não conheço nem um nem outro pessoalmente, só leio o que escrevem, desconfio haver uma ligação conflituosa entre este blogueiro e outro que emite Opiniões por aí.

É evidente que estão em lados definidos e opostos. Mas há algo pessoal entre eles, haja visto os adjetivos que um despeja em alguns de seus posts, muitas vezes com títulos parecidos com os publicados aqui.

Até o ícone do inspetor com a lupa é reproduzido por lá...

Anônimo disse...

No aguardo para ver o PT reconhecer o mesmo erro em relação ao apoio do governo brasileiro e da relativização do autoritarismo e das mortes dos governos Chavez/Maduro.

À esquerda ou à direita, no fim das contas vc resumiu muito bem: não passam de um bando de filhos da puta.

douglas da mata disse...

Meu amigo, o que de pessoal pode haver entre um simples funcionário público (que vive de seu salário e de seus próprios esforços e de sua família), que gosta de emitir suas opiniões e um herdeiro de grupo de mídia que nunca fez nada na vida, a não ser "filho-de-papai-e-mamãe"?

Se eu fosse milionário (às custas de meus pais) e pilotasse um grupo de mídia, com certeza eu me ignoraria por completo...Teria mais o que fazer...

De todo jeito, este blog continua onde sempre esteve, ao contrário de certos grupos de mídia que têm por missão prostituir a palavra para conseguir sempre mais alguns trocados...

Quanto ao outro amigo:

Meu filho, não há violência deseologizada ou "neutra", tanto que para alguns casos, a gente dá o nome de uso da força, e em outros chamamos de uso de violência, assim como em determinadas situações, podemos até usar a força necessária para defender outros princípios maiores.

Eu, ideologicamente posicionado (e você conhece esta posição, que não é neutra) defendo que governos têm o direito de usar a força (quando necessário) para defender a coletividade.

E não há uma regra geral, cada caso será SEMPRE um caso...

Veja que o caso da Venezuela não pode ser tomado para juízos fáceis.

O antecessor (Chavez) (quase)foi deposto à força por um golpe.

Os que reclamam da violência de Maduro são mais violentos que o governo, só que você não tem acesso a isso pelos filtros da mídia canalha que veicula só o que interessa a ela...

De todo modo, eu TENHO CERTEZA, que o governo brasileiro não emite opiniões sobre questões internas da Venezuela ou dos Eua.

Veja que o país que mais critica a Venezuela mantém uma prisão em Guantánamo para pessoas confinadas SEM PROCESSO OU ACUSAÇÃO FORMAL, como TODOS seus direitos fundamentais violados...

As decisões sobre apoio (ou não) tomam como premissas os interesses estratégicos e geopolíticos, não essa lenga-lenga que a mídia vomita todos os dias...

E não se engane: à esquerda ou à direita, há sempre aqueles mais filhos da puta que outros...

Quem define a diferença é a política...

Anônimo disse...

Isso vindo da boca de um policial que tem seu salário pago com o nosso dinheiro é um verdadeiro absurdo, para não baixar o nível e falar coisa pior.

Anônimo disse...

Ahhh mas ninguém distrata quem ignora. Se o herdeiro se abala a escrever adjetivos sobre este blogueiro é porque, alem de ler o Planície Lamacenta, ele dá importância ao autor.

Bom domingo!

douglas da mata disse...

Eu não imagino que ao pagar seus impostos você "ganhe" o direito de dizer o que eu devbo pensar ou escrever, ou que eu tenha que me manifestar de acordo com o que você pensa (pensa mesmo?)...

É impossível você baixar o nível além do quão baixo você rasteja, caríssimo...e isso não tem nada a ver com Chavez, Maduro ou palavrões...

Eu até poderia te explicar os conceitos expressos no que escrevi, mas eu já parei de alimentar animais há tempo...

Conselho: sonegue seus impostos e os enffie no seu cú....

douglas da mata disse...

Caro amigo, pouco me importa. Aqui eu falo da mídia, das empresas, dos interesses e dos jornalistas que usam coleiras...

Não me dirijo pessoalmente a ninguém, e nem pauto meus textos como resposta direta aos latidos de cachorrinhos de mamãe...

Só disuto com homens feitos, aqueles que conseguiram emprego às próprias custas e não vivem de mesada...

Anônimo disse...

Pois é. Na verdade, Douglas, você está sendo até elegante. Pois não há jornalista, tampouco mídia. O que dizer de um órgão , que se diz de imprensa, mas só " noticia" o que lhe convém , como omitir o processo por suspeita de submeter trabalhadores a condição análoga de escravo pq o suposto acusado é habitué em suas colunas ( ou seria coleiras?) sociais? Sem o mesmo furor quando a noticia não se presta a destruir reputação de desafetos. Seria divertido se esse blog ou outros começassem a cobrar desse pessoal as notícias que deveriam ser dadas e são omitidas por estes órgãos de "mídias". Abs antonio