segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Considerações....

Há vários sinais emanados das urnas:

01- Quem conhece aécio não vota em aécio. O senador se gaba de sua popularidade em sua terra natal, resultado de sua eficiência administrativa. Patacoada. O eleitor mineiro lhe deu uma dura resposta: Perdeu a eleição para governador no primeiro turno, e foi batido severamente por Dilma em casa.

02- SP é um enclave conservador que merece TODA a atenção de Dilma e do PT...Ou incluímos SP em nosso projeto estratégico, ou teremos que trabalhar para que SP se torne um país independente.

03- O napoleão da lapa não só perdeu a chance de ir ao segundo turno. O mais grave é que o total de votos somados sufragados aos adversários em sua cidade é superior em 40 mil votos aproximados. Não é pouca coisa, ainda mais se considerarmos que em 2016 não haverá ninguém da família na disputa.

04- A joana d'arc da floresta precisa refazer seu rumo na política, caso contrário ficará para sempre como algo exótico e isolado. Sua imagem messiânica, algo parecido com um lacerda de saias, equilibrando-se em incoerências, vai trucidar o que lhe resta de dignidade.

05- A votação do fascista bolsonaro revela que há um "mercado de ódio" reservado no eleitorado brasileiro.

06- Institutos de pesquisa tiveram sua credibilidade equiparada a Mãe Dinah ou uma cartomante qualquer...Já passou da hora de restringir a atuação destes cartéis de quiromancia, que se arrogam "científicos"...

07- Liquidada a fatura do segundo turno, Dilma, o PT, e o governo não podem deixar a regulamentação do setor de mídia para depois...

São mais quatro anos de Dilma e outros oito de Lula...a luta não vai ser fácil, mas tudo indica que conseguiremos construir uma país de verdade...

6 comentários:

Anônimo disse...

Minas venceu o bolsa família e os projetos "assistenciais".
E PADILHA!!! Que fracasso.
E LINDINHO!!!
Para que falar disso.
A eleição caminha para a derrota do PT.

douglas da mata disse...

Uai, mas Minas não é(era) o paraíso tucano na terra, sô?

Tem pobre e demanda por projeto assistencial no Shangri-lá do senador-tamanduá?

Esse trem eu não sabia...

Anônimo disse...

Se me permite, algumas considerações sobre as suas.
01 - É isso mesmo.
02 - Não seria este enclave conservador paulista fruto da elevação da renda empreendida pelo próprio governo PT, cujas raízes não estão na "imitação" dos cacoetes da classe média, mas na própria humanidade que se manifesta e recrudesce na medida que o cidadão ascende socialmente?
03 - Quanto ao Napoleão, dizem que chorou tanto na Lapa que o nível do Paraíba voltou ao normal...
04 - Bem colocado. Mas o melhor mesmo é o apelido dela.
05 - Não dá para pensar que todos somos bonzinhos. Bolsonaro personifica a indignidade que muitos de nós sentimos, embora alguns mentirosos digam que não. Há mercado para o fascismo também. Fico com o crítico americano Edmund Wilson: a história é uma sucessão de civilizações que devoram uma a outra.
06 - Concordo totalmente. Já é passada a hora de rever estes cartéis.
07 - É uma ampla discussão, mas sou simpático a ideia.

Quanto à sua previsão de mais 12 anos, eu duvido, e gostaria sinceramente de acreditar na construção do tal país de verdade.

Abs

Anônimo disse...

Ué, a mãe Dinah da planície já deu a vitória a Dilma? Avisa ao TSE pra cancelar as eleições. Pra que gastar tanto dinheiro se Dilma já ganhou? E sua análise de SP demonstra o grau de tolerância do PT. Ou pensa igual ou se torna outro país. É esse partido e essa mentalidade que tem que ser varrida. Vamos aguardar...

douglas da mata disse...

Caro comentarista,

Sobre sociedade de consumo e pensamento conservador eu publicarei um texto do Wilson Ferreira...

Sobre o fascismo latente, que se expressa com mais ou menos "institucionalidade", eu diria:

Há uma atávica sedução pelas soluções de força, o que, de certa forma, remete a Hobbes e sua justificativa para a existência de um Estado que fosse capaz de "domar" este instinto.

O desafio (permanente) é manter este "mercado do ódio" sob controle restritíssimo.

De certa forma, é melhor este bufão verbalizando estes "valores" publicamente e no Parlamento (o que nos faz não esquecer da tarefa de vigiá-lo), do que conspirando em alguma caverna qualquer...

Cabe a sociedade, todos os dias, pensar e repensar quais os limites com os quais lidará com estes sentimentos perversos (e tão humanos)...

Um abraço...

Anônimo disse...

Ó...saiu a primeira pesquisa pro segundo turno. Torça pra que os institutos tenham pirado de vez. Deu Aécio...Xiiiii!!!