segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Comparação, a maior das ofensas...

É admirável o esforço das empresas de mídia e seus lacaios na tentativa de convencerem os cidadãos que a realidade não existe.

O ponto positivo desta atitude lamentável, embora inteligível, é que nenhum destes idiotas poderá alegar que teve cerceado seu direito de falar asneiras.

De Nelson Motta a Roberto DaMatta (cruz credo!), de Noblat ao mais aguerrido taxista, todos têm se dedicado com ênfase a construir o mais amplo e assustador conjunto de maluquices eleitorais que se teve notícia.

Eu sempre soube que eleger é antes comparar. Ora, se há dois partidos que disputam a administração federal desde 1994 (ou 1989, se considerarmos a primeira eleição como primeiro embate onde PT e PSDB também se enfrentaram), é normal que os governos, os programas e principalmente, os resultados sejam colocados frente à frente.

Eu não conheço outro método.

No entanto, como esta análise lhes é amplamente desfavorável, os nossos aguerridos demotucanos (agora turbinados pela mutação genética direitista do PSB), dizem que o passado não serve a nada, e que devemos considerar o que vem pela frente...Mas como? Tudo o que fazemos para traçar uma perspectiva de futuro é nos basearmos em nossas experiências e vivências, que nos permitem elaborar expectativas...

E tome mistificação.

A palavra novo nunca foi tão utilizada por quem tem tanto compromisso com o arcaico.

Dizemos que foi o governo do PT que manteve a inflação em níveis mais baixos que o do PSDB? Nada, dizem eles, fomos nós que criamos o real (outra mentira, porque todos sabem que foi o Presidente Itamar Franco, e que a eleição da ffhhcc só aconteceu porque a possibilidade reeleição só foi comprada por ele anos mais tarde)...

Há mais empregos, mais salários, mais reservas cambiais, mais investimento externo direto (IED), que só neste último ano superou 67 bilhões de dólares (enquanto na era ffhhcc este investimento somou em oito anos uns poucos bilhões de dólares, com privataria e tudo)? Nada, os tucanos são os craques da gestão...

O Brasil superou de vez a fome? Nada, deve ser uma conspiração internacional da ONU (esta entidade bolivariana) para ajudar os "cumpanhêro"...

O amnésio neves perdeu de lavada em MG? Culpa dos pobres do semi-árido daquele estado e sua dependência do Bolsa-Família...Uai, mas no estado mais "maravilhoso". mais bem administrado da nação ainda tem pessoas precisando de ajuda federal? 

Enfim, hoje o Brasil é visto com olhos diferentes no exterior, apesar de todos seus problemas...Mas nossos iluminados da mídia querem nos convencer que bom mesmo é quando nosso embaixador tinha que tirar os sapatos nos EUA, e vivíamos de pires na mão na frente do FMI...

Um comentário:

Anônimo disse...

Senhores boa tarde, imploro que essa notícia seja dada publicidade, pois a nossa situação está no limite. Nós motoristas de ambulâncias da Prefeitura, estamos novamente ser receber nossos salários, agora a empresa é a PRIME, contratada por emergência, que nos passa que o atraso é porque eles não receberam da Prefeitura ainda. Fora o risco que vários companheiros estão correndo com as ambulâncias da GAP e da NOVA MASTER, sem freio, pneus careca, um verdadeiro desmando, pois não temos onde reclamar de nada, pois a PRIME é a associação de um fantasma, de uma empresa inabilitada e um garoto arrogante. É fácil provar, só olhar os documentos dos veículos e olhar quem são ou eram os donos. Obrigado.