domingo, 17 de agosto de 2014

Napoleão da lapa, o grande herdeiro de Eduardo Campos...

Agora há pouco, em conversa com um amigo, arguto observador da política regional, ouvi dele uma dica interessante:

- Com a morte de Eduardo Campos, no RJ (além de PE, é óbvio) é que o quadro tende a sofrer mudanças mais drásticas, ou melhor, há uma tendência de consolidação mais clara das mudanças que estão em curso...
Aquilo que parecia uma possibilidade, vai se firmando no campo do muito provável, isto é: um segundo turno Pezão X garotinho...

O Rio de Janeiro sempre foi considerado um eleitorado "rebelde"...Não possuo embasamento técnico para corroborar ou derrubar esta assertiva, e nem sei ao certo se ela pode ser considerada relevante em alguma categoria analítica...

Mas o fato é que de alguns anos para cá, o eleitorado fluminense vem flertando com um espectro neo-conservador-pentecostal com uma assiduidade incomum...

Olhando um pouco para trás, o eleitor fluminense sempre esteve oscilando entre o centro e o centro-esquerda, com viés moralista forte, onde temas vinculados aos costumes e a cultura estiveram colocados na primeira agenda...

São do RJ figuras como Brizola, Darcy, Gabeira, Marcelo Alencar, César (o maia), Saturnino Braga, e mais recentemente, Cabral, Eduardo Paes, garotinho, Lindbergh, Crivella, dentre outros...

Claro que não podemos esquecer que no campo parlamentar, o espectro sempre foi o mesmo (nefasto) com as famiglias Nader, Picciani, Paulo Melo, etc, etc...o que nos revela que neste aspecto, por mais ou menos "progressistas" , o controle legislativo não foge ao controle do capital...

No entanto, em relação as figuras mais proeminentes do jogo nacional, o RJ sempre esteve refratário...Lula, ele mesmo, só conseguiu solidificar sua posição por aqui com a aliança com Cabral, e com a parceria pessoal e sentimental que mantém com Crivella, seu senador mais fiel que o mais empedernido petista...

Presidentes e Presidenta nunca tiveram vida fácil por aqui...

O trágico evento de Santos, que tem seu desfecho com o enterro do ex-governador pernambucano nesta tarde-noite, acendeu uma brasa que se mantinha acesa desde 2010...

A joana d'arc da floresta ocupou como ninguém o espaço neo-conservador-pentecostal no RJ, que tem características especiais...O eleitor "carioca", que leva de roldão o eleitor fluminense, gosta de se imaginar alguém "antenado"...alguém que seja "moralista", mas que mantenha um discurso social forte, com viés humanista (e por que não messiânico?), mas que parece cansado do estilo caudilhesco do legítimo representante desta tribo: o napoleão da lapa...

Por isto, não parece errado dizer que a morte de Eduardo Campos, e a virtual entrada no jogo daquela que se imagina "a cordeira de deus", dá um novo ânimo a candidatura do napoleão da lapa...

joana d'arc da floresta encarna como ninguém este modelo conservador-humanista, aquele que imagina que é possível manter uma postura econômica neoliberal e uma agenda social progressista...

Uma aliança óbvia se formará entre o napoleão da lapa e a joana d'arc da floresta, de acordo com o prognóstico do meu amigo...na minha opinião, esta aliança trará certa "suavidade" ao perfil do napoleão da lapa, e pode amainar seus índices de rejeição...

De quebra, o desdobramento desta aproximação é o esvaziamento completo da campanha petista, onde o candidato Romário, oportunista como nos tempos de goleador, fará o caminho mais fácil junto a ex-senadora e agora candidata a presidenta...



As chances do segundo turno


Lembremos que eleitor não tem dono, e até o mais disciplinados eleitores-fieis alternam suas opções de acordo com suas demandas mais importantes...

Logo, o eleitorado de Crivella, mesmo que este decida por manter-se neutro em relação a Pezão e o napoleão da lapa, ou que decida por compor com o candidato a reeleição do PMDB, poderá manter-se fiel a questão de laços espirituais e cerrar fileiras com o napoleão da lapa, ou diluir-se entre os candidatos e a anulação dos votos...

Novamente, pesarão os esquemas junto as prefeitos, e no segundo turno, com a bancada recém-eleita, que passará a ter que contribuir exclusivamente com o esforço do candidato majoritário...

Aqui a porca torce o rabo para o napoleão da lapa, porque seu "exército" é bem menor daquele que tem a caneta, além dos obstáculos óbvios: o planalto e a própria corrida presidencial...

Caso a eleição esteja sendo decidida em segundo turno entre Dilma e a joana d'arc, esta conjuntura despejará os recursos do PT e aliados em Pezão...

Se o concorrente de Dilma for aócio, a joana d'arc deixa de ter muito peso na disputa, pois seu capital político e sua capacidade de transferência são reduzidas (fato provado com a aventura junto com o extinto candidato), dado seu cacoete de messias dos povos...Em 2010 ela se "anulou" e não parece que fará diferente, ainda mais se for derrotada mais uma vez...

Já no caso de uma vitória de Dilma no primeiro turno, aí o napoleão tem chance quase zero...Dilma, traída pelo napoleão da lapa, que a preteriu por marina, fará o possível (e impossível) para mandar o napoleão da lapa de volta para a república do Chuvisco...

Façam suas apostas...

11 comentários:

Anônimo disse...

É incrível como Garotinho incomoda os cidadãos não campistas e cheios de ódio e doidinhos para vê-lo numa situação assim meio mensalóide. Como não tem, em vez de pensarem sobre o Estado do Rio nas mãos de quem ensinou Lula, pensam num Pezão mãozona.... contanto que Garotinho o político do povo passe longe da Política. Ora.... esquecem Garotinho e vão repensar uma forma de fazer melhor que ele.
Não vale essa coisa boba de "Napoleão"que rima com "Mensalão" pois nem um, nem outro é perfil do Garoto.

E é justamente isso que INCOMODA....

douglas da mata disse...

Meu filho, eu acho que você entrou no lugar errado, mas mesmo assim, vou te "ensinar" o caminho de volta:

01- Não delimito minhas opções ou análises políticas pelo "moralismo" imbecil que vigora na mídia (local e nacional), mas ainda assim, em se tratando de crimes, o seu candidato já possui sentença (artigo 288, lembra?) e outras tantas a caminho...

02- Lula ensinado por quem? Faz me rir...que piada...

03- Agora, sobre as opções do povo(que eu respeito)você tem toda razão, ou seja, se ele for o escolhido, paciência...mas isto não me faz ter a obrigação de aderir ou abandonar meu senso crítico...

O que me incomoda no napoleão da lapa (para falar a verdade, não me incomoda, porque eu quero que ele se exploda, junto com seus lacaios)é a sua forma imperial de fazer política, sua necessidade atávica de cercar-se de gente que pensa pouco (como você), da incapacidade de cumprir acordos, da sua inconstância de caráter e incontinência verbal...

De resto, tirando estes "detalhes", temos que reconhecer que ele é um "animal político" de rara sensibilidade, embora isto não signifique que o Estado do Rio vá ficar melhor do que está, porque quando ele foi governador com sua marionete-esposa, eu posso dizer que o Estado (e a instituição onde sirvo) estava uma merda...

Mas a sua memória é seletiva, não é...?

Lula aprendiz do napoleão foi ótima...

Vocês estão cada vez melhores...

Anônimo disse...

Pois Douglas, eu gosto dos apelidos que você coloca. Não sei se são todos seus, mas Napoleão da Lapa e Joana d'Arc da Floresta são ótimos exemplos das suas alcunhas. E apelido só é bom se "resume" o personagem, e só pega se o dito cujo esperneia...

douglas da mata disse...

Napoleão da Lapa é uma invenção do Xacal, a Joana é invenção minha...

Para fazer a distinção, vou me lembrar de colocar o napô entre aspas, a saber, "napoleão da lapa".

Um abraço.

Anônimo disse...

Mas o Xacal não é você?

douglas da mata disse...

Não, o Xacal é o Xacal...

Anônimo disse...

O xacal foi desconstruído.

Bem vamos lá:
sua forma imperial de fazer política:
Quer mais imperial que a Dilma botando o dedo na cara dos outros quando não lhe cedem ao seu capricho? Coisa feia para um partido que se diz do diálogo e debate.

sua necessidade atávica de cercar-se de gente que pensa pouco (como você),

Maluf pensa grande?
Sarney pensa grande?
Collor pensa grande?

Vou logo dizendo: meu cérebro é do tamanho do vidrinho pequenino de perfume francês.

da incapacidade de cumprir acordos,
Olha só Dilma: Nas Campanhas e outros momentos: Roupa azul, branquinha, bem coisa de direita, né?
Mas fora, em momentos dela mesmo, tipo lá no Foru de São Paulo, "manda vê" no vermelho e preto. Adora enganar os bobos. Mas o povo já viu.
da sua inconstância de caráter e incontinência verbal.
repito a roupinha enganadora. E quanto a caráter, ela dança de acordo com a música. Dependendo se perto de Evangélicos, Gays, etc.
Quanto a Incontinência Verbal- isso ela ganha de todos. Haja vista os humoristas deitarem e rolarem.

Quanto a Garotinho, vem com outras que essas não colaram nele não.
É tudo puro ódio seu.
Só fala mal de garotinho napô da Lapa quem não consegue ser como ele.
Ele é inteligente e do povo.
E que bom: Sempre da lapa. Fiel.

Anônimo disse...

Se garotinho possui sentenças e outras a caminho, o seu povo mensaleiro não tem só sentenças tem um livro inteiro. E haja jornalistas para dar detalhes dos petralhas.
Mas quem vai colocar esse povo na cadeia? São todos do mesmo "setor".
Se garotinho não ensinou, então por que o Lula usou bolsa família, e outras coisas mais?
Não adianta PT querer cobrir. Hoje tem internet.

Anônimo disse...

Não é à toa que você precise de uma lupa. Não vê as coisas com clareza!!!

Que esta lupa te ajude a ver as coisas como realmente são e não como você pensa que é.

douglas da mata disse...

Bem, criança, há duas coisas a serem ditas:

01- A óbvia: se toda a ação política (seja a do PT, do PSDB, do DEM ou dos acólitos do napoleão da lapa) podem ser criticadas pelo lado "moral", o que nos resta para comparar? A política e os resultados.

02- Então vamos ao resultado, que é ainda mais óbvio: Comparar Lula e garotinho é uma estultice...por onde quer que se olhe, ainda que eu respeite as escolhas pessoais (você tem o direito de querer vê-lo - garotinho- na presidência)...No entanto, a dimensão histórica de ambos é totalmente distinta (e eu nem seu porque estou discutindo esta baboseira contigo).

O Bolsa Família não foi inventado por garotinho ou por Lula, isto é bobagem...os programas de renda mínima, ou como Eduardo Suplicy pregava em 1990, ou antes, (chamados de imposto de renda negativo), são uma invenção dos sistemas econômicos capitalistas pós-crise de 29, como forma de reintegração de parcelas totalmente alijadas e excluídas, dando certa dinâmica e escala a economias em estágio de inanição...

O que garotinho fez ao implantar o cheque-cidadão (um dispositivo que condicionava o usuário a "trocar" o benefício em uma rede específica, e não a possuir o recurso e decidir o que fazer com ele, o que é muito pior, do ponto de vista da dignidade humana), foi tentar criar uma marca própria para algo que já existia.

Outro grave problema da implantação do tal "cheque" foi que o controle da distribuição ficou a cargo das denominações evangélicas, criando uma espécie de "cabresto", ao contrário do cadastro do BF, que é universal e gerido pelas prefeituras (nem sempre partidárias do governo federal).

Há outras informações, mas eu não creio que um cretino como você vá entender (ou queira)...

Mas é divertido dar chineladas nos patetas da lapa...

douglas da mata disse...

Ao fã do Xacal desconstruído:

Meu filho, eu não tenho condições de debater com você neste nível tão baixo...aí você me ganha por maior experiência...

As citações sobre Dilma e as associações da expressão "gente que pensa pouco" com Sarney, Collor, etc foi a gota d'água...

As digressões sobre figurino da Dilma para delimitar seus traços ideológicos foram de matar (de rir)...

Tá bom, tá bom, tá bom...o napoleão da lapa é o maior, três urras ao napoleão: hip, hip, urra...!