sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Da série: poesia ruim para horas impróprias...

(só) para você...

Você me acusa
(Não sem razão)
De repetir poesias passadas
De amores passados

Não deverias te preocupar...
Palavras são meras molduras.
Alguém se lembra
Do que está ao redor de um Monet?

Você desprezaria um Rembrandt
Apenas por que a moldura
foi usada em um Van Gogh
Em uma exposição qualquer?

Eu usaria todas as palavras disponíveis
Em quantos dialetos remotos fossem possíveis
Línguas mortas ou que sequer foram inventadas
Todos os poemas roubados
poemas próprios ruins
originais ou requentados
E faria um contorno
para a arte mais pura: sua presença.

Um comentário:

Anônimo disse...

...