segunda-feira, 14 de julho de 2014

SUDERJ informa:

Governo, povo, seleções, turistas: 14.654.879,97.

Mídia cretina, oposição tresloucada, classe mé(r)dia desbocada: Zero.

Engraçado mesmo foi ouvir agripino, o mala, dizer no PIG nacional que tudo que deu certo se deve ao povo, e que os estádios e tudo mais foi obra privada.

Upa-lê-lê, mas a grita não era dinheiro público que ia construir estádios ao invés de hospitais?

Dá pena de assistir o desespero desta gentalha...

Eu, verdadeiramente, torço para que um dia tenhamos uma oposição mais qualificada. O nível só vem ladeira abaixo, e isto estimula pouco o governo.

7 comentários:

Anônimo disse...

Fórmula para uma guerra sem fim

À medida que a guerra de Israel contra o Hamas em Gaza prosseguia, o ataque mundial de propaganda contra Israel crescia exponencialmente. Diante disso, é importante rever um pouco da história da região. Em 2005, Israel retirou-se unilateralmente de Gaza e entregou sua administração integral à Autoridade Palestina (AP). Todos os assentamentos judeus foram abandonados e seus habitantes foram removidos à força. As propriedades agrícolas, comerciais e residenciais israelenses - que eram consideráveis - foram deixadas para os palestinos.

Eles imediatamente desmantelaram e destruíram esses bens valiosos que poderiam tê-los ajudado a alimentar seu próprio povo. Aos palestinos foi dada a liberdade de desenvolver o que poderia ter sido algo como uma " Hong Kong" do Mediterrâneo. Muitas nações canalizaram bilhões de dólares para os cofres da liderança palestina, para ajudá-los a realizar esse sonho.

Ao invés disso, os palestinos usaram o dinheiro para montar um exército terrorista. Eles compraram armas e munições para equipar esse exército. Eles contrabandearam para Gaza um arsenal formidável e começaram a lançar ataques diários contra cidades israelenses.

Eles nem mesmo pretextaram construir uma infra-estrutura econômica que permitisse aos cidadãos de Gaza sustentarem a si mesmos. Essa é a razão porque o fechamento parcial das passagens de fronteira por parte dos israelenses tornou a vida tão difícil para os palestinos comuns. A maioria deles só encontra trabalho em Israel . Não há empregos em Gaza.

Por quê? Porque todo o dinheiro para o desenvolvimento econômico foi canalizado para o terrorismo. Apesar dessa fraude evidente, o mundo insiste em recompensar os palestinos pelo seu logro descarado.



As chamadas "nações esclarecidas e responsáveis" desenvolveram uma fórmula para o uso exclusivo contra Israel . Essa fórmula determina sob quais circunstâncias e de que maneira é permitido a Israel defender a si mesmo dos ataques terroristas. Primeiro, a provocação deve ser muitas vezes mais séria do que bastaria para outras nações. Simples atos de guerra, como fazer reféns ou promover ataques contínuos com mísseis contra centros populacionais civis, não são [considerados] suficientes para permitir medidas de defesa.

Desde 2005, mais de 6.000 foguetes choveram sobre cidades israelenses a partir de Gaza. Num sinal de considerável comedimento, apenas após três anos e milhares de ataques não-provocados, Israel finalmente sentiu-se suficientemente justificado para lançar uma resposta defensiva.

Anônimo disse...

Então, começa a segunda fase do ataque de propaganda anti-israelense. Ele é iniciado quase imediatamente pelos suspeitos usuais - liderados pelos árabes, pelos russos, pelos muçulmanos - todos falando da "invasão" de Gaza e exigindo a retirada imediata de Israel.

Ao mesmo tempo, os membros das Nações Unidas começam seu coro usual - acusando Israel de promover uma resposta "desproporcional".

Finalmente, a mídia lança sua campanha unilateral. Sua função é dar destaque às mulheres e crianças palestinas feridas e mortas, acidentalmente atingidas durante a luta intensa. Parece que os meses e anos de bombardeios constantes lançados sobre os israelenses pelos facínoras do Hamas não despertaram o interesse da mídia. Apenas quando Israel revidou, foi dado o sinal para que a grande mídia se juntasse à refrega.

Em Gaza, os terroristas do Hamas se escondem em salas de aula e porões de hospitais. Eles armazenam armas em mesquitas e usam laboratórios de universidades como fábricas de bombas. Eles escondem mísseis de longo alcance no porão do principal hospital da Cidade de Gaza. Quando sabem de prédios que serão atacados pela aviação israelense, eles posicionam intencionalmente mulheres e crianças nos terraços.

Então, quando esses escudos humanos são mortos ou feridos pelo fogo israelense, a mídia descarrega sua exaltação contra o atirador ou o piloto israelense, não contra o terrorista calculista. Os corpos de terroristas mortos - ou de seus escudos humanos - são depois exibidos pela mídia sempre disponível como "vítimas inocentes da agressão israelense". E os clamores orquestrados pela "proporcionalidade" ficam mais altos.

Seguindo essa fórmula muito repetida, à medida que as imagens selecionadas da mídia se acumulam, as previsíveis exigências de um cessar-fogo incondicional por parte de Israel experimentam um crescendo global. Governos ocidentais moderados como a França, a Grã-Bretanha e outras nações da União Européia (EU) que têm grandes populações muçulmanas, começam a exigir que Israel termine essa "guerra desproporcional". A gritaria mundial aumenta até que, finalmente, os Estados Unidos são forçados a não vetar uma resolução do Conselho de Segurança [da ONU] condenando Israel como agressor injustificado.

Essa é a fórmula que sempre funcionou. Os fundamentalistas islâmicos a conhecem muito bem. Organizações terroristas como o Hezb'allah (Partido de Alá) e o Hamas aperfeiçoaram o uso dessa receita ao ponto de fazer dela uma "tática de guerra". Os terroristas islâmicos atacam e lutam até ao ponto em que estão perdendo. Então o mundo vem em seu socorro e os resgata, para que possam voltar a lutar no futuro.

"Proporcionalidade" é a palavra-chave que foi especialmente adaptada para o uso contra Israel e para garantir sua destruição final através do atrito.

O objetivo historicamente aceito da guerra defensiva é eliminar a habilidade do inimigo de causar dano. O lado que alcançar primeiro esse alvo é o vencedor. E, até que um dos lados não tenha atingido esse objetivo, a guerra continua.

Anônimo disse...

TV Al Jazeera, do Catar, aquela emissora que pertence a um tirano influente e que costuma sair por aí insuflando revoltas árabes — menos no Catar, é claro, que, de resto, financia extremistas mundo afora. Mas sigamos.

Anônimo disse...

A questão do conflito em Israel - Palestina nada tem a ver com terras, autonomia, liberdade ou qualquer coisa que Israel e o povo judeu possam dar. Hamas, Fatah, Hezbollah e as pessoas que os patrocinam querem exterminar o povo judeu e o judaísmo da face da Terra e destruir totalmente o Estado de Israel com todos os seus objetos e lugares sagrados ao ponto de sequer haver lembrança de que um dia existiram. isso consta do estatuto do Hamas:

http://pt.scribd.com/doc/51308026/Estatuto-do-H-A-M-A-S

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/tag/estatuto-do-hamas/

http://www.mjcp.com.br/noticia.php?id=212

http://www.beth-shalom.com.br/artigos/estatuto_hamas.html

http://www.qassam.ps/aboutus.html

Os terroristas são muito ardilosos. Só quando estão seguros eles usam uniformes ou emblemas. Quando fazem ataques se misturam na multidão civil em vários países. Os seus membros enganam os próprios familiares. São atos de guerrilha e não uma guerra formal convencional. E, pior, muitos apoiam seus atos (escondem terroristas e estocam armas, bombas, e mísseis nos porões das casas, mesquitas, hospitais, escolas... e, inclusive servem de escudos humanos, até mesmos crianças, mulheres e idosos) e depois que o revide de Israel cai sobre suas casas/cabeças, se dizem civis inocentes.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/chefao-do-hamas-confessa-grupo-terrorista-usa-sim-escudos-humanos-e-ainda-convoca-populacao-a-morrer/

O sistema de defesa antimísseis de Israel (cúpula ou domo de ferro) é totalmente eletrônico e preciso. A precisão dos alvos é praticamente cirúrgica e as explosões são muito contidas (como implosões) para não atingir vizinhos e terceiros. Assim que o Hamas dispara um míssel/foguete o sistema de Israel já detecta e envia outro de encontro. Se sair mais do mesmo lugar, o segundo revide é contra quem está disparando. https://www.youtube.com/watch?v=StqtvFzP0t8

Por cautela Israel pediu para as pessoas saírem das imediações (de perto) dos terroristas.

http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/israel-recomenda-que-100-mil-palestinos-deixem-suas-casas

http://brasil.elpais.com/brasil/2014/07/13/internacional/1405272851_885112.html

http://www.cafetorah.com/portal/israel-avisa-moradores-no-norte-de-gaza-por-sms

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4024277&seccao=M%E9dio%20Oriente

http://odia.ig.com.br/noticia/mundoeciencia/2014-07-14/israel-avisa-sobre-ataque-e-gaza-tem-fuga-em-massa.html

http://www.jb.com.br/internacional/noticias/2009/01/10/com-panfletos-israel-avisa-que-intensificara-ataques/

E, antes dos mísseis de revide atingir prédios, Israel telefona ao local avisando para saírem de lá. Mas, mesmo assim, é taxado de assassino de civis e de cometer genocídio.

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/07/140707_israel_gaza_hb.shtml?ocid=socialflow_facebook

http://oglobo.globo.com/mundo/um-telefonema-minutos-antes-da-explosao-13224735

http://oglobo.globo.com/mundo/antes-do-bombardeio-aviso-pelo-telefone-13187183

http://www.dihitt.com/barra/um-telefonema-minutos-antes-da-explosao-exercito-israelense-avisa-antecipadamente-as-casas-que-serao-alvos-de-foguetes-n

http://www.libertar.in/2014/07/um-telefonema-minutos-antes-da-explosao_15.html

http://portaldozacarias.com.br/site/noticia/-Voce-tem-cinco-minutos-antes-de-os-foguetes-chegarem-exercito-israelense-liga-para-casas-que-serao-alvos-de-foguetes-na-Faixa-de-Gaza/

E, mesmo assim, antes cai apenas um foguete de advertência para fugirem. Somente depois de alguns minutos é que cai o foguete de verdade.

http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2014/07/14/agencia-divulga-suposto-video-de-ataque-aereo-israelense-em-area-residencial.htm

Confira a prova de que Israel avisa antes (e a tempo) a população sobre qual prédio irá cair um míssel:

http://www.youtube.com/watch?v=KRryYc4AO7g

douglas da mata disse...

Eu postei este monte de asneira apenas para provar o que venho dizendo:

Pelo mundo há uma estranha confluência, onde neonazistas, por mais paradoxal que isto pareça, se juntam aos sionistas.

Os métodos, os argumentos, as justificativas parecem ter saído de um compêndio de Goebbels, ou do próprio Fürher.

Que ironia, não?

Os idiotas seguem dizendo que a culpa é das vítimas, como se civis, mulheres e crianças morressem por opção.

É este mesmo tipo de criminalização que justifica o assassinato de nossos jovens pretos e pobres nas periferias, afinal, todo mundo ali já nasce "culpado".

Os cretinos se intoxicam do lixo que verte do PIG (globo e veja) e depois saem a vomitar estas imbecilidades.

Mas o fato é, para cada 1 israelense morto, há 100 palestinos mortos.

Esta realidade não permite digressões.

douglas da mata disse...

Eu postei este monte de asneira apenas para provar o que venho dizendo:

Pelo mundo há uma estranha confluência, onde neonazistas, por mais paradoxal que isto pareça, se juntam aos sionistas.

Os métodos, os argumentos, as justificativas parecem ter saído de um compêndio de Goebbels, ou do próprio Fürher.

Que ironia, não?

Os idiotas seguem dizendo que a culpa é das vítimas, como se civis, mulheres e crianças morressem por opção.

É este mesmo tipo de criminalização que justifica o assassinato de nossos jovens pretos e pobres nas periferias, afinal, todo mundo ali já nasce "culpado".

Os cretinos se intoxicam do lixo que verte do PIG (globo e veja) e depois saem a vomitar estas imbecilidades.

Mas o fato é, para cada 1 israelense morto, há 100 palestinos mortos.

Esta realidade não permite digressões.

douglas da mata disse...

Ao outro (ou o mesmo?) tolo:

Não conheço nenhum dono de TV ou grupo de mídia empresarial que não seja um completo tirano e cretino, portanto, só nos resta filtrar as informações...

Tenho certeza que você ficará "bem" informado consumindo globo e veja, então, a porta da rua é serventia da casa...