domingo, 4 de agosto de 2013

A praga bolchevique!

Vem do blog do professor Hariovaldo Almeida Prado o alerta:

Ministério Público investigará agentes comunistas alemães que envolveram indevidamente o nome de Serra no Caso Siemens

2 de agosto de 2013
By 
Serra e Alckmin não estão envolvidos em nenhum propinoduto no metro
Sabendo que o impoluto, ilibado, e incorruptível Almirante do Tietê jamais seria manchado pelas maldosas e infundadas acusações vis que a camarilha bolchevique brasileira lança contra ele, o partido que indevidamente usurpa o poder maior do país lançou mão de seus agentes internacionais em solo alemão para, a soldo do comunismo mundial, plantar falsas provas contra o maior de todos os governadores que a província bandeirante já teve.
São acusações infundadas, improvadas, e insossas, sem credibilidade, não aceitas em qualquer país sério, pura balela, tal qual a tal privataria tucana, fruto de elementos malignos que só querem atingir a honra e a probidade daquele que honrou este torrão com a sua existência. Por isso mesmo, tal qual no episódio do livro diabólico, o MP deverá entrar no caso para apurar quem são os criminosos que levantam falso testemunho contra o maior dos homens bons de São Paulo, incorrendo em pecado capital, repudiando a presença cristã maior do santo papa no Brasil, pecando contra um dos dez mandamentos, o que indica claramente que isso é coisa de marxistas ateus.
Só temos a lamentar e a esperar que o MP chegue ao autores dessas calúnias e prenda esses assassinos de reputação, que certamente agiram motivados pelo medo de que Serra saia novamente candidato a presidência, pois sabem que como das outras vezes, sua vitória é certa.

3 comentários:

Anônimo disse...

O governo deve uma explicação sobre a sonegação de 615 milhões de reais por parte da Rede Globo, relativos à compra dos direitos de transmissão de Copas do Mundo.

Um negócio tão sério que resultou na condenação de Cristina Maris Meinick Ribeiro, uma funcionária da Receita que desapareceu com o processo da empresa acusada de atentar contra a ordem tributária.

A Receita está investigando se as Organizações Globo usaram dinheiro enviado a uma empresa no paraíso fiscal das Ilhas Virgens, a título de investimento, para pagar os direitos das Copas de 2002 e 2006, o que é uma maneira de burlar o fisco brasileiro.

Anônimo disse...

Cadê a Anta?

Anônimo disse...

Essa questão sobre a Siemens é muito mais grave, importante e profunda do que parece.

A montagem desse cartel ocorreu em 2000. Surpreendente ou inexplicável: a Siemens comandou tudo, preparou a licitação para ela mesma, isolada, e escolheu as outras quatro empresas que iriam disputar e “desistiram”. Em troca de receberem grandes fatias das obras, o que caracteriza o cartel.

Agora, 13 anos depois, a mesma Siemens vem a público e denuncia toda a armação do cartel, da qual se favoreceu e ainda se favorece.

Quem sabe apanhados despreparados e desprevenidos para a denúncia da própria Siemens, os que estiveram no Poder ou perto dele tentam se livrar da responsabilidade, das mais diversas maneiras

E consideram que a forma irrepreensível seria jogar toda a culpa no governador Mário Covas, doentíssimo, que em 2000 não foi uma só vez ao Palácio Bandeirantes. E morreria logo em 2001, no início do segundo mandato.

O responsável por tudo era o vice Alckmin.


Covas tinha um histórico de doença desde 1986, quando se elegeu senador, mesmo indo para o hospital com enfarto violento.

Foi eleito porque eram duas vagas e dois únicos candidatos, ele e FHC.