sexta-feira, 5 de julho de 2013

Os "dôtores" do feicebuquistão!

Que o feicebuquistão é um território predominantemente conservador e fascista isto não resta a menor dúvida.

É nele que recantos mais obscuros da vida nacional se aventuram a colocar a cabeça para fora, naquilo que o antropólogo Hermano Vianna chamou de "condomínio privado das relações sociais".

Agora, uma parte dos médicos, que se arvoram como mártires da luta pela saúde pública, vomitam ali suas reduções e discursos rasos para a defesa cínica de seus interesses corporativos e da indústria da medicina e dos esquemas das gigantes farmacêuticas.

Reclamam e reclamam do SUS como se não fosse também este grupo de médicos, eles mesmos, os "sócios" ou cúmplices do desmonte da saúde pública, através dos subsídios fiscais para a medicina privada, para planos de saúde, etc, que dilapidaram, por anos, o atendimento gratuito de saúde!

São estes profissionais que abandonaram a clínica médica para trilhar a especialização e mercantilização da medicina que lhes trouxe fortunas pessoais, que silenciaram por anos neste processo de privatização e precarização da saúde pública, que agora vociferam porque estão prestes a ser desmascarados pela vinda de médicos que já mostraram em Cuba como se faz saúde pública digna deste nome.

Não adianta chorar...acabou a reserva de mercado, porque gente não é para ter lucro, gente é para ser cuidada.

Um comentário:

Anônimo disse...

Dinheiro público é muito bom.

JMJ: Prefeitura oferecerá estrutura para estrangeiros em Campos


A Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fundação Cultural Jornalista Osvaldo Lima (FCJOL) e Fundação Municipal da Infância e da Juventude (FMIJ), vai oferecer toda a estrutura necessária para a estadia de um grupo de estrangeiros que chegará a Campos no próximo dia 15, para a II Semana Missionária da Jornada Mundial da Juventude.


Os peregrinos ficarão hospedados no Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora,Colégios Salesiano e Laura Vicunha e receberão apoio na logística e alimentação.

Segundo o presidente da FMIJ, Thiago Ferrugem, serão oferecidos kits de café da manhã, almoço e jantar para cerca de 500 peregrinos. “Estaremos realizando um trabalho conjunto para que os estrangeiros sejam acolhidos da melhor maneira possível”, disse.

Os visitantes conhecerão o artesanato local, as danças típicas, a tradicional Cavalhada de Santo Amaro, além de visitar locais que remetem àhistória, à cultura e ao turismo de Campos. Eles estarão em Campos até o dia 21 de julho.

A prefeita Rosinha Garotinho determinou, através do decreto 094/2013, que todos os órgãos municipais apoiem os eventos da Jornada Mundial da Juventude que acontecerão na cidade.

A expectativa é receber milhares de jovens de todo o mundo, com programação variada em todo o país e também, em Campos.