terça-feira, 14 de maio de 2013

Outras planícies!

Faça o que eu falo, mas não faça o que faço.

O governo Obama foi acusado pela Associated Press de ter monitorado, durante os meses de abril e maio de 2012, 20 linhas telefônicas de três escritórios da agência de notícias, dentre estes o de Nova York e de Washington.

De acordo com a agência, o governo estadunidense estava atrás de informações sobre o vazamento de uma operação da CIA que frustrou um atentado no Yemen, marcado para acontecer no primeiro aniversário da morte de Osam Bin Laden.

Pois é...estes são os campeões da "democracia", idolatrados por aqui pelos nossos midiotas e reacionários!

Fonte: El País.



Barbárie patrocinada pelo Tio Sam.

O jornal inglês The Independent traz o vídeo de uma cena pavorosa, mas que, no fim das contas, é o desfecho provável da política externa estadunidense no Oriente Médio.

Abu Sakkar, comandante das forças rebeldes sírias, que desde o início foram patrocinadas e estimuladas pelos EEUU e seu eixo ocidental de aliados, aparece cortando fora e comendo o coração de um soldado do governo sírio.

Independentemente das questões geopolíticas envolvidas, o certo é que, mais uma vez, os EEUU utilizam seu poder para impor a completa anomia.

Se quiser ler a matéria completa, clique aqui.

Nenhum comentário: