segunda-feira, 27 de maio de 2013

Menos um!





Sabemos que a morte dos (tu)barões da mídia significam pouco ou nada, em termos de alteração de suas condutas editoriais gangsteristas.

Mas não deixa de ser simbólico, e divertido, dizer a família Civita: que Roberto Civita vá para o quinto dos infernos!

Deveria ser feriado nacional, para que pudéssemos sair as ruas e comemorar!

Todavia, alguém há de me dizer: "Douglas, não chutemos cachorro morto!".

É verdade, deixemos sua biografia insepulta lembrar o mau cheiro do corpo que apodrece.

Não tripudiemos sobre o único evento que tornou humano aquele que um dia se julgou imortal.

Um comentário:

Anônimo disse...

ELEIÇÃO NO RIO

A escolha no Rio está restrita a Lindbergh Farias e Garotinho.

Cesar Maia é sempre e cada vez mais municipal.

Miro Teixeira desistiu (sensatamente) antes de se apresentar, lembrando os tempos da ditadura, quando era o segundo do “governador” Chagas Freitas.

O vice Pezão não tem votos, e se convenceu que não terá o apoio de Serginho Cabralzinho Filhinho.

Este finge que intimida e ameaça Lula e Dona Dilma, só tem um objetivo e quer a recompensa: o cargo de embaixador na França (Paris).