sexta-feira, 12 de abril de 2013

fux-se o fato, a honradez, a vergonha na cara!

Qualquer que seja sua posição em relação ao julgamento da ação 470, uma coisa não poderá ser negada:

O (mau)comportamento do juiz fux é uma nódoa que nunca mais se apagará da história do stf.

Tão ou mais grave que suas declarações está o pouco comentado caso onde o juiz fux aqui esteve, nesta planície de lama, para abocanhar gordo cachê pago pela municipalidade, tendo ele votado e absolvido o marido da prefeita em rumoroso caso dos 318 (mil).

É claro que tudo isto se  junta a nossa certeza que o modo de escolher juízes do supremo contém graves vícios, a nossa percepção sobre o comportamento psicótico de seu presidente, dentre outros fatos indignos, como um recém aposentado juiz e presidente daquele tribunal constitucional sendo adulado em prefácios pela mídia que este favoreceu, com gosto, ou enfim, o caso escandaloso dos servidores do gabinete da juíza chefe do tse, a paladina da moral o do voto limpo, mas que nada sabia sobre as fraudes das horas-extras.

Olhando o comportamento dos juízes, do procurador-geral que sentou em cima de um inquérito gravíssimo (cachoeira-óia-demóstenes), eu fico a pensar: será que o problema da polícia é que ela é "barata" demais?

Nenhum comentário: