sexta-feira, 22 de março de 2013

Royalties: teletubbies e o cheque-cidadão!



Para além das semelhanças físicas, a ação da ex-eterna-secretária de educação, e hoje pequena vereadora pequena do município, e o seriado infantil inglês guardam uma identidade profunda, que reside na capacidade de ambos, o seriado infantil da BBC e a nobre vereadora, de esconderem conceitos atrás das imagens ou atos.

Como série educativa, os Teletubbies se notabilizaram por "esconder" princípios como tolerância, combate a homofobia e um culto a diversidade de cores, gestos e atitudes.

A nossa pequena vereadora pequena também notabilizou-se por extrema "tolerância", infelizmente, confundida com subserviência cega, quando foi desancada ao vivo, em programa de rádio, pelo seu chefe político local. 

É que o pessoal gosta de reclamar e desancar nossos valorosos líderes.

Uma maldade.

Agora, a pequena vereadora pequena mostra outra face telettubie, quando diz o que não quer dizer, ou melhor, esconde no aparente discurso da inclusão suas intenções.

Ora, ao investir contra um dos carros-chefe da administração atual, o cheque-cidadão, sob o alegado pretexto de debater as "portas de saída" (santo deus, a porta de saída é a distribuição de renda que empacou por aqui), a pequena vereadora pequena está cumprindo a difícil e espinhosa missão de preparar o terreno para os cortes que virão, por causa da diminuição dos royalties.

O pomposo nome que encontrou para sua empreitada foi: Grupo de Trabalho Extraordinário. 

Não duvido, será um "trabalho extraordinário" tirar o pão da boca dos pobres.

Enganam-se os que imaginam que ela se arriscou a ter que ouvir, e dar eco, a cantilena sobre assistencialismo e fisiologismo dos mais pobres à toa, e com rebeldia.

Como no seriado infantil do telettubies, tudo que faz é para agradar os garotinhos(as).


Aqui a primeira diferença: se no mundo telettubies os mais fracos são protegidos, no mundo administração pública, os cortes são sempre seletivos,  e os mais fracos são sempre os que perdem primeiro.



2 comentários:

Alex/Cabo Frio disse...

Sim, existe(ainda!!) vida inteligente no planeta Terra!
Parabéns Douglas, ótimo texto.

douglas da mata disse...

Grato Alex pela generosidade.