segunda-feira, 4 de março de 2013

España, por que te calas?

A situação em solo espanhol está cada vez pior, pelo menos é o que nos diz a página eletrônica do jornal espanhol El País.

São 5 milhões de desempregados, com alta de 1,19% em fevereiro em relação ao mês anterior, somando mais 59.444 pessoas sem ocupação.

Muito já foi dito sobre a impossibilidade de recuperação dos países da Eurozona pela cartilha dos " arautos da austeridade", que falam alemão.

A não ser que o sonho da Europa se reduza a uma união monetária e um autoridade monetária central única.

Pensamos que não. A Europa só será possível quando for uma união política e social, onde as assimetrias entre países sejam consideradas e tratadas com vistas a isonomia, e não a agudização destas para concentrar riqueza dos integrantes mais fortes.

De todo modo, não deixa de ser irônico que os espanhóis, aqueles que por anos a fio criaram as maiores dificuldades de ingresso de brasileiros em seu solo, tenham agora que esmolar um emprego por aqui, passando inclusive pela experiência de se estabelecerem como clandestinos, como foi o caso no Porto do Açu, onde cerca de 200 trabalhadores mantinham vistos irregulares de turista enquanto trabalhavam.

Não seria o caso da PF investigar e mandar todo mundo de volta, como sempre fizeram conosco?

Por que os espanhóis parecem ter pedido a eloquência?

Por que se calam os espanhóis?

Por que se calam as autoridades brasileiras?




Um comentário:

Fernando disse...

Concordo com o tratamento a ser dispensado aos espanhóis que entram irregularmente no Brasil. A PF pode e precisa agir aqui na região.
Lá fora somos tratados com o rigor da lei e muitas vezes com uma certa "presunção de falsidade". Um mal disfarçado preconceito travestido em cordialidade, ufanismo e alguma bajulação de nossos líderes.
A era "Brasileiro é tão bonzinho..." já acabou. Mesmo porque não somos o povo cordial, amistoso e paz e amor que querem nos fazer crer. Somos violentos e desrespeitosos, cretinos e aproveitadores.
Falta-nos tirar o véu que esconde este nosso comportamento e exportar o que consumimos aqui...