quarta-feira, 20 de março de 2013

Observatório de Controle sobre o Setor Público ou seção campista do Instituto Millenium.

Eu não ia dar pelota para a ação fascista de alguns setores da mídia, empresários, junto a alguns ingênuos e outros tantos cretinos, que se dispuseram a requentar a ideia (fraudulenta) de "controlar" o setor público e ação político-administrativa a partir de uma instância über alles.

Falar neste ideia estúpida só lhe daria mais repercussão do que mereceria.

Ela nasce morta pela sua legitimidade de uma nota de três reais. 

A maioria dos incautos poderia achara que é bom controlar o setor público...Aliás, é como dizer que quer a paz mundial, ou salvar as baleias!

Mas os intelectuais que gravitam em torno desta farsa sabem que é a disputa, o atrito dos interesses e seus agentes, enfim, a luta democrática e ação políticas pelos entes próprios e inerentes a esta ação(sindicatos, associações de classe, e principalmente, partidos) que viabilizam o controle social, sendo impossível que alguém se arvore a fazê-lo em nome da sociedade, sem mandato e como se estivesse ACIMA de tais conflitos, longe de injunções ideológicas, ou como gostam alguns midiotas: "imparciais"!

Por que como misturar, hipoteticamente, FIRJAN e MST em algum tipo de instância de controle? Há consenso possível, senão o moralismo macartista inútil?

Eu só perdi meu tempo falando nisto porque recebi um convite pela minha caixa de correio eletrônico, como podemos ver abaixo:


"Convocamos todos: Assembléia Geral Ordinária do OCSP (Observatório de Controle do Setor Público de Campos), que vai tratar da transparência e da boa governança na cidade, com a  nova liderança do Observatório (José Paes Neto, advogado): líder do Campos Ficha Limpa e promotor da ação judicial contra contratações irregulares na Prefeitura.

At
Raquel Chafin"




Claro, respondi a Raquel porque não desejo mais receber tais convites, e em suma lhe disse:

Não coaduno com o nazi-populismo jurídico do "ficha limpa", nem na escrotidão da ideia de um controle social que esteja acima desta sociedade.

Pelo jeito, vamos macaqueando os hábitos da cidade grande, e teremos mais uma secção do Instituto Millenium, e com a mesma estrutura: parida nas redações de coleira, cevada pelos empresários que estão de fora da "teta", e tocada pelos "iluminados".

Controle social só se faz por mandato (política) ou por concurso (órgãos públicos de fiscalização e controle) ou em instâncias híbridas ( como tribunais de contas).

E em tempo: o controle social vai esmiuçar as relações promíscuas e divulgar o assalto aos cofres públicos pelos grupos privados?

Ou vai ser aquela coisa de que "viado é só quem dá"?

Quem será o nosso pedro bial? Quem será nosso jabour? Quem será nosso olavo de carvalho? Quem será, afinal, nosso merval?

Quem controla os controladores?


Atualização às 15 horas:

E olhem o que a remetente do e-mail me respondeu:

Em 20 de março de 2013 11:07, (xxxx); escreveu:
Douglas,estou rindo com teu email,de fato vc tem razão eu estou inocente,so fazendo um favor de enviar estes emails,mais como vc não acredito nesta politica de controle,acho isso uma perda de tempo e não faço a minima ideia de como conseguiram teu email,portanto não garanto que vc venha receber outro,e se por acaso vc receber pode mandar "se catar" os responsaveis e não eu.

Nenhum comentário: