terça-feira, 18 de setembro de 2012

Escolhas...

Entre o procurador demóstenes torres e um palhaço, a mídia nacional e local sempre cerrou fileiras com o primeiro.

Padrão para vestais, um dos maiores incentivadores da lei da ficha limpa, a qual foi o seu RELATOR, o procurador sempre foi um baluarte dos que desejam banir a corrupção do país e da política.

Enquanto isto, o palhaço Tiririca foi tido e havido como uma aberração, um verdadeiro asno, de poucas letras, presa fácil para os tubarões da política, que o engoliriam na ação parlamentar.

O senador, de berço e carreira nobre$, frustrou seus seguidores.

O povo, 1.3 milhão de eleitores, escolheu o palhaço,  "por não saber votar", como disseram os eleitores do procurador.

O palhaço agora é considerado como um dos melhores parlamentares, justamente pelo voto dos jornalistas, que em suma são os responsáveis pela "construção" no imaginário popular das "virtudes" do procurador e das debilidades do palhaço.

Pois é, esta vida é mesmo engraçada não?

Nenhum comentário: