quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Escolhas imorais...

"Sem hipocrisia não há civilização, e isso é a prova de que somos desgraçados: precisamos da falta de caráter como cimento da vida coletiva."

A prova de quem nem tudo o que uma pessoa escreve merece ser rejeitado, de todo e de plano, está aí. 

A frase acima é de Luiz Felipe Pondé, um filósofo e ensaísta que se notabiliza pela sua militância conservadora e se reivindica de direita, fato raro.

Assim, mesmo que descontextualizada, a frase de efeito explica porque alguns grupos procuram justificar ideologicamente seus deslizes e crimes como virtudes ou "estado de necessidade", enquanto processam, julgam e condenam as condutas alheias nas fogueiras inquisitoriais que insistem em chamar de meios de comunicação..

Aliás, estes mesmos meios que são cevados, mês a mês (mensalão, mesada?) com dinheiro público, que ninguém sabe como e quanto, mas enfim, resta-nos saber o porquê.

Enfim, "na moral", se é para entender isto nem precisamos de tamanha densidade filosófica, basta chamarmos o idiota do pedro bial.

Um comentário:

Anônimo disse...

Essas escolhas imorais também geram a impunidade, que é vergonha na nossa cidade e no nosso país! Onde estão os Procuradores do Município que não se mexeram até hoje para cobrar a mega dívida do IMNE/Hospital Dr. Beda? É no mínimo estranho que ninguém tenha tomado às devidas providências, pois o valor desta dívida resolveria a questão da saúde do município, que anda de mal a pior. Repito, é no mínimo estranho. Será uma ordem superior? E mais estranho ainda é que a Direção do IMNE vem ameaçando a própria Prefeitura de corte em seus atendimentos aos funcionários da mesma, alegando falta de pagamento. Não consigo entender como pode ser cabível uma empresa dever tanto à Prefeitura e ainda a ameaçar de corte os seus serviços! Já que os Procuradores da Prefeitura não se interessam em receber um valor tão alto para os cofres públicos, porque o Ministério Público não toma as devidas providências para saber deles o real motivo desta omissão? Ou estão esperando prescrever? Uma vergonha!