quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Foi dada a largada

Irresistível não comentar os programas eleitorais de ontem, que veicularam as mensagens dos candidatos majoritários.

Embora um pouco longa, a música do candidato do PT tem um refrão bom, e isto é o que importa. Sua abordagem pessoal é regrinha básica da escola que faz a mídia do PT: humanizar e aproximar o candidato do eleitor, que diga-se, parecia bem à vontade na frente das câmeras.

O candidato do PDT, com pouco tempo, usou e abusou da fórmula melodramática (coração), que no caso dele, é uma fórmula testada e que lhe dá algum resultado.

O candidato do PSOL mostrou sua disposição de denunciar o mau uso do dinheiro público, mas sabemos que só isto não basta para politizar uma candidatura.

O mesmo para o candidato do PRP, que reforçou sua condição de "ficha-limpa", como se honestidade fosse virtude e não obrigação.

Aguardemos os próximos capítulos

Nenhum comentário: