sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Paradigma da GREVE DA POLÍCIA!

Chegou-nos por e-mail e republicamos:

A história dos trabalhadores pode ser apontada como uma seqüência de
quebra de paradigmas. Basta fazer um pequeno exercício de memória para
entender tal comparação.
Como então aceitar, no meu raso entendimento, que em nome de uma lei
que se encontra ultrapassada, trabalhadores sejam sumariamente presos,
seus pontos cortados, sofram punições, ou seja, as mais variadas
retaliações , tudo porquê esta ou outra categoria não pode fazer
greve?
E que dizer das palavras de alguns governadores que se derem aumento,
o estado quebra? O que quebra o estado, excelências, são por exemplo
os ralos da corrupção e os contratos superfaturados com a mídia venal
para blindagem e apoio em situações como esta em que estamos passando.
Cada um que pague por aquilo que cometeu, mas ouvir a Presidenta dizer
que não se deve dar anistia é um pouco demais, afinal cada caso deve
ser analisado.
É muito estranho perceber que quem sofreu com a ditadura, quem faz
parte de um partido denominado dos trabalhadores, fundado dentre
outros por um ex-presidente que no final da década de 70 e início da
década de 80 comandou os maiores movimentos grevistas legítimos, e que
foi preso, massacrado pela mídia vendilhona, querer que o trabalhador
em plena campanha de reivindicatória não tenha direito a anistia.
Será que se não houvesse um João Cândido (Revolta da Chibata em
Novembro de 1910), até hoje teríamos chibatadas como forma de punição
na Marinha do Brasil?
E o Lula? Como deve estar se sentindo? Lembrando do tempo em que teve
que sair algemado da cadeia para ir até o enterro de sua mãe, pois
naqueles tempos era considerado um anarquista, perturbador da ordem, e
vendo hoje, pouco mais de 30 anos depois as coisas se repetirem com
trabalhadores que de forma justa, reivindicam melhores salários, como
será que está vendo tudo isso?
E esse paradigma atual, quando será quebrado???
E nós, quando vamos evoluir???


Leonardo Ferreira, trabalhador indignado!

Nenhum comentário: