sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Garotinho: Onipresente!

O ex-governador e atual deputado federal pelo PR tem um bilhão de defeitos, e este blog já escreveu acerca de pelo menos uma boa parte deles.

Definitivamente, não temos nenhuma identidade com métodos, com as administrações e com tudo o que se relaciona ao casal da lapa.

Mas um coisa não podemos deixar de verificar, para que não se perca a coerência:

O ex-governador É SIM responsável por boa parte do achatamento salarial e pela criação das tenebrosas gratificações, instrumento de chantagem e divisão das categorias de servidores públicos, principalmente, professores, médicos e pessoal da segurança pública e defesa civil.

Mas o atual governador É O ATUAL RESPONSÁVEL PELO ESTADO, e quando assumiu seu cargo, já sabia dos problemas que iria enfrentar. E RESOLVEU MANTER AQUILO QUE ELE, CINICAMENTE, DIZ QUE É CAUSA DO PROBLEMA.

Como assim? Critica-se o antecessor, mas mantém intacta a injustiça que diz que ele praticava?

Não cobremos coerência de garotinho, ele só a tem quando lhe interessa diretamente.

Mas cobremos coerência de quem deveria ter, e de quem o criticou por não tê-la.

A ênfase na ligação política(suposta)entre o cabo Daciolo e o deputado, por exemplo, é um DESRESPEITO a  toda categoria e, principalmente, a todos os cidadãos, que têm direito a ter afinidade política com quem bem entender, ou isso não é uma Democracia?

Ou sindicalistas ou manifestantes não podem se filiar a partidos, e quando acharem que interessa, candidatarem-se a este ou aquele cargo eletivo?

Não foi assim que construímos o PT, PDT, PC do B e outros partidos de esquerda? Não foi daí que surgiu o maior estadista deste país em sua história, o nosso Lula?

Então, cada coisa em seu lugar, e o lugar do Daciolo não é a cadeia.

Manter contato com este ou aquele deputado não é, nem nunca foi crime, bom, dependendo do caso, e este não foi o caso.

Ali não se ouviu nenhuma conversa espúria, só um sindicalista falando sobre seu pleito e o ânimo de seus colegas, e a melhor forma de encaminhar as reivindicações e o movimento.

Não foi uma ligação para combinar propina ou para acertar o caixa dois de campanha, pelo que ouvimos.

Se perguntar a um parlamentar sobre uma votação é incitar algo, então as palavras mudaram de sentido e não fomos avisados.

Prisão baseada nas distorções e interpretações subjetivas do que se ouviu, em meio de prova, é abuso!

Pelo menos em um país que considera a prisão a exceção das exceções. É isso que vejo com assassinos confessos, traficantes, ladrões, e claro, os bandidos de colarinho branco, raramente presos durante os processos. Escuta telefônica, então, fato raríssimo e difícil de conseguir, ainda mais com essa celeridade.

Não gostam do cabo Daciolo, e não o visualizam como digno de receber seu voto, caso um dia ele se candidate, ótimo, não votemos nele. Eu não voto, principalmente se ele for ligado ao "napoleão da lapa".

Mas no momento, o papel dele é de liderança sindical que luta para corrigir uma das maiores disparidade do mundo: O 2ª estado mais rico do país que é a sexta economia do mundo, paga salários compatíveis com países africanos.

Garotinho não tem nada com isso, e ele não é governo. Ele já foi, e pelo que fez a minha categoria, eu NUNCA votarei nele. No entanto, hoje, não é dele que devemos cobrar algo, pois ele não tem nada a oferecer.

Como parlamentar ele pode falar o que quiser, e inclusive tem imunidade para tanto.

Quem está misturando as coisas, pelos motivos óbvios, é a mídia e o governo, que se esqueceu que não está no palanque eleitoral, ou ao menos, não deveria.

Eu fico preocupado, porque no fim das contas, esse pessoal que acha que vale tudo para derrotar o napoleão da lapa, acaba por se igualar a ele.

Neste caso, estou fora.


5 comentários:

Antônio Rangel disse...

O audio de garotinho incitando a greve está no you tube por outro lado vc não pode querer que o governo atual dê um piso de R$ 3.500,00 e recupere 8 anos de desgoverno do casal que aumentou em 0,1% lembra-se?

Em tempo: Cel Frederico Caldas avisa que já enviou o BOPE para Campos, acabei de ouvir na Rádio CBM RJ.

Anônimo disse...

Equilibradíssimo comentário.
Aliás, oportuno para mim, por já havia feito semelhante avaliação.
Que Garotinho é nefasto não se discute.
Mas nem por isso podemos colocar o diálogo com o Cabo na "conta" dos grevistas como estão pretendendo.

Anônimo disse...

Está fazendo o que sempre fez. demagogia!

douglas da mata disse...

Antonio Rangel, eu não consigo te entender, ou pior, consigo:

Na greve da BA, por se tratar de um governo do PT, partido o qual você tem o direito democrático de detestar, você entupiu esse blog de palavras de apoio a grevistas que se excederam, embora não possa o movimento ser generalizado(como já disse), e aproveitou para vomitar em cima da gente todo seu reacionarismo de sinal trocado.

Usando de forma oportunista a crise baiana para desgastar o governo.

Agora, parece que você é simpático ao governo cabral(não sei, e nem me interessa).

Leia o texto, e o interprete: eu alertei que o deputado e vários outros governos também tem sua cota,mas alegar a "herança maldita" não é saída, ainda mais se olharmos e vermos que o atual faz o mesmo que os outros: gratificação e chantagem.

O estado do Rio experimentou um crescimento de PIB incomum, está às portas do pré-sal, investimentos de escala, copa, olimpíada, dinheiro jorrando para empreiteiro e para tudo que é lado, e não tem dinheiro para salário.

Você tem ideia quanto foi o aumento do investimento da pasta segurança nos últimos anos? E quanto disto foi em vencimentos?]

Então, ao invés de ficar copiando e colando informação da "óia", ou servindo de X9(puxassco e informante de polícia), repetindo ameaça do BOPE, vá se informar para não falar besteira.

Em tempo: foda-se o BOPE!

Anônimo disse...

São dois populistas querendo aparecer e dois cadaveres. Agnaldo Timóteo no velório de Wando e Garotinho no motim das polícias!