segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Loucura, loucura, loucura...

Eu pergunto, por que sou e sempre serei um parvo:

Cadê o Ministério Público e a nossa tutela coletiva que não manda prender nosso secretário de saúde, o presidente da fundação municipal da saúde, e por fim, a própria prefeita, pelo escândalo que é uma entidade de tratamento como o João Vianna ter que esmolar ambulância na cidade que aluga esses veículos por valores que dariam para renovar toda a frota a cada ano?

6 comentários:

Anônimo disse...

Polícia.kkkkkkkkk. Essa já passou aqui amigo, e levou a turma do Mocaiber no avião preto da PF. Tão querendo mídia ??

Luciano disse...

Acho que a turma acostumou mesmo em ver o avião da PF descer aqui né não? O João Vianna é uma entidade filantrópica, correto? Se assim sendo, tem que mandar prender Dilma, todo mundo, ou será que só a prefeitura de Campos tem responsabilidade? Entidades Filantrópicas tralham com dinheiro do SUS, saiba. E SUS cabe, também, ao governo Federal.

douglas da mata disse...

E pelo jeito deixou um bocado de gente para "formar" na quadrilha 288 da lapa.

É só ver a composição do governo, começando pela secretaria de obras. Nem vamos lembrar que o ex-prefeito e seu partido fazem parte da base aliada do governo atual, e as contas do governo do avião preto foram aprovadas pela base da prefeita.

Os milicianos da lapa não aprendem: querem se mostrar melhores, se comparando com o que há de pior.

Luciano, vou falar bem devagar, e se não entender avise, eu desenho:

O SUS é um sistema de gestão integrada, onde a União repassa os recursos para a execução municipal. Portanto, nessa estrutura, a responsabilidade é de baixo para cima.
Vou continuar a explicar bem devagarzinho para gente como você entender:

Primeiro o município, depois subsidiariamente o Estado, e só depois, residualmente, a União.

Desse sistema fazem parte as entidades filantrópicas e sem fins lucrativos, como o referido hospital.

É verdade que há uma obrigação solidária entre esses entes estaduais, federais e municipais, mas não há dúvidas entre quem entende do assunto que o principal executor das políticas públicas por atribuição constitucional é o município.

Ainda mais quando se trata de uma cidade que arrecada o que arrecadamos.

Se você ainda assim quer defender uma prefeitura que gasta 20 milhões(dentre outros "desperdícios, aí incluído o "aluguel" a peso de ouro das ambulâncias da "gap"), ok, tudo bem.

Quem sabe sobre uma vaquinha para você na casa rosa dos alienistas?

Tadeu disse...

Douglas,para se acabar com o cupinzeiro tem que extirpar a rainha,a PMC virou uma imensa casa de cupins, estão comendo todas as nossa riquezas,temos que extirpar as rainhas(casal), se não vai faltar qav para o avião da PF.

Sds

Antonio Rangel disse...

Se Mocaiber teve o Avião da PF, para este casal terá que vir o exército!.

Quando será que este país vai ser sério? Políticos legislam em causa própria e o povo que se dane. Eleições não resolve nada, mesmo porque esses ban-di-dos compram os votos dos incultos. Temos que resolver a b-a-l-a, não tem outra alternativa, ou que venha um ditador militar.

O paredão formado entre os dirigentes poderosos e o povo brasileiro está numa consistência jamais vista no planeta. A "casta" formada e estabelecida se tornou dona de uma nação.
Ninguém, absolutamente ninguém, se projeta contra, os bons ficaram omissos também, o que os tornam coniventes. É como colocar lobos protegendo galinheiros. Este povo vai estourar quando chegar a hora. Vamos ver muitos políticos clamar por justiça, embora não deram a mínima pelo bem estar deste povo.

Uma solução. Tomada da Bastilha já!

Em tempo, na 7ª economia do planeta, o cidadão tem direito à educação e saúde de qualidade, sem desembolsar nada além dos impostos pagos. O cidadão recolhe impostos altíssimos. Para que? Para sustentar esses nababos.

Muito obrigado políticos retribuiremos em Novembro de 2012.

Bruno Lindolfo disse...

Luciano, soldado da Lapa destacado para a patrulha virtual, cuidado com essas suas idéias revolucionárias e subversivas.

Por trás das responsabilidades existem as competências. E antes da polícia tem a política.

Vai que o Cabral tem um lampejo e aproveita a competência que tem e com algum remelexo jurídico não decreta uma intervenção no Município, afinal, vai que a Prefeita não destinou verbas pra saúde no montante que deve.

E tem sempre a dignidade da pessoa humana, não é, esse princípio tão robusto e de aplicação tão vasta ao sabor dos poderes.

Melhor assumir que faz parte de um governo fracassado e corrupto, de realizações ficcionais e absurdas, mandar lá uma ambulância daquela empresa que empresta carros pra filho de prefeito, a ter de encarar a realidade que eu propus, absurda, porém factível.

Imagina você ter que dormir no Cesec de novo...