segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Julgamentos.

Em síntese, você pode ser definido por quem o julga. Não só pelo conteúdo da sentença, mas muito mais pelo caráter de quem as profere.

Há pessoas com as quais você se importará pelo que dizem, porque elas lhe são como exemplos.

Outras, você observa, porque não lhe servem para nada, salvo referenciar como você não deve ser, muito menos agir.

Logo, se algumas pessoas o adjetivam, fique tranqüilo. Preocupante seria se elas o tivessem em boa conta. Aí sim, corra e reveja tudo o que fez.

"Seje autruísta", afinal, até os crocodilos choram.

Nenhum comentário: