sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

E na planície lamacenta: Nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que boia é peixe!

Bom, já que o casal de prefeitos, e nenhum dos integrantes de sua prole, e muito menos os seus asseclas, aceitaram o desafio de banharem-se nas águas do rio de merda enfeitada, fica a pergunta:

Caso aquelas intervenções "cosméticas" fossem realizadas por algum adversário do casal, sejam os prefeitos anteriores, ou o atual governador e ex-pupilo, o que diriam as rádios de coleira do governo municipal, e o pasquim ordinário sem dono?

Bom, eu imagino que as chamadas e manchetes seriam assim:

Vergonha! Com 20 milhões dá para encher o valão com água mineral!


ou

Canal Campos-Macaé: Por fora, bela viola, por dentro valão fedorento! 


ou


Cidadão campista sente o cheiro, mas governo municipal diz que a merda é federal!



3 comentários:

Anônimo disse...

Sugestão:

Valão-Foucault

A beira é Outra,
mas o valão é o Mesmo.

Moisés Pereira da Silva

Anônimo disse...

Muito bom! Tentei compartilhar no face como já fiz com outros textos seus e não estou conseguindo.

douglas da mata disse...

Grato pela participação, e mais:

não utilizo a rede social, e pouco sei além de publicar textos no blogger.

outras pessoas(ou você mesmo, não sei)reclamaram de situação idêntica em outros textos.

ou é um problema do blogger, ou do facebook, ou pode ser um restrição de uma, ou ambas as administradoras.

de qualquer forma, o copia e cola pode ser uma saída, não sei como funciona a edição de textos por lá, como disse, não sou adepto de rede social.

um grande abraço, e feliz ano bom