domingo, 4 de dezembro de 2011

Brasileirão, façam suas apostas!

O certame por pontos corridos ainda não foi digerido por todos nós. Eu certamente ainda não me convenci de que essa fórmula contempla a natureza do esporte bretão.

Dirão os especialistas que o critério de pontos acumulados dá o triunfo ao melhor team, aí considerados o scout, o elenco, o melhor uso das estratégias, enfim, o aproveitamento, a média, ou melhor: a regularidade.

É isso talvez que me faça torcer o nariz para essa fórmula, porque tira um bocado da imprevisibilidade do enfrentamento, já que esse sport é um dos únicos onde o team mais fraco pode surpreender o mais forte, superar expectativas e trazer o improvável, o imponderável ou como diria Nélson Rodrigues, o Sobrenatural de Almeida para o espetáculo.

Os playoffs são o sistema dos maiores espetáculos esportivos da terra, como a NBA, a NFL, a Fifa World Cup, etc. Mesclam fase de pontos, classificatórias, com o os jogos eliminatórios das fases finais.

Tudo para celebrar um fato que deve ser a própria essência da disputa esportiva: Nem sempre o favorito ganha!

Mas nesses final matches de hoje, eis que a matemática dos pontos cede a poesia do acaso.
É certo que dentre os possíveis winners estão os que somaram mais pontos, porém, dependem de vitórias sobre os arqui-rivais, e se o Palestra Itália nada mais pretende do que estragar a festa do Sport Club Corinthians Paulista, do clássico dos milhões, entre a squadra rosso nera da Gávea e a Nau do Almirante Português, está a disputa entre a vaga na Libertadores e o título brasileiro.

Ao gosto das pautas editoriais globais, há o drama que será utilizado a exaustão para explorar as emoções, com a recuperação e presença do Ricardo Gomes, e o passamento recente do Doutor Sócrates.

Será um  domingo como poucos.


Nenhum comentário: