domingo, 18 de dezembro de 2011

Abatido.

A busca por uma palavra que defina o que aconteceu com o time do Santos. Como semoventes a caminho do destino final no matadouro, enquanto pastavam a grama verde das quatro linhas. Ou um bando de perus bêbados, à espera da festa fatal.

Esse time da Vila Belmiro entra para história do futebol da seguinte forma: Há muitos anos, e eu não me recordo quando, um time brasileiro foi tão humilhado em campo em um confronto com adversário estrangeiro.

Loas ao Barcelona FC, lógico.

Mas a (falta) de postura dos competidores santistas revelou que o time paulista entrou em campo apenas para trocar camisas, tirar fotos e amealhar alguns autógrafos.

Se tivessem alguma vergonha na cara, deveriam desistir da profissão, não pela derrota, que é do jogo, mas pela total ausência de compromisso com qualquer traço de competitividade.

Que tal vender a Vila Belmiro para algum empreendimento imobiliário, ou transformá-la em museu, antes que suas tradições sejam demolidas por garotos com brinco nas duas orelhas e cabelos esquisitos, muita pose e quase nenhum futebol?

Um comentário:

Anônimo disse...

Espero que ao menos o Neymar caia na real e corte aquele topete besta.
E passe a jogar futebol com seriedade.

Deram azar. Pegaram pela frente leogo a "seleção espanhola" reforçada com o Messi (o melhor do mundo) e outros mais craques.

Na verdade, já dava para imaginar o que iria acontecer.

A Rede Globo, com força para ganhar audiência, é que conseguiu passar para o brasileiro que o jogo seria mais de igual para igual.