quinta-feira, 3 de novembro de 2011

A felicidade da ignorância?

Não adianta espernear contra os números.

A verdade está aí: Campos dos Goytacazes tem um dos piores índices da Educação Básica do país.

Outra verdade, Campos dos Goytaczes tem um dos maiores Orçamentos per capita do Brasil, então não vale o argumento cretino de que o dinheiro é muito, mas a população é correspondente. Não é. Nossa capacidade de atendimento ao cidadão, caso houvesse governo na cidade, é invejável, e ultrapassa algumas das melhores cidades dos países ricos.

Então o que há?

É verdade, também, que números e avaliações não sirvam como um instrumento de punição: Ou seja, como o nome já diz, avaliar é olhar, verificar os processos, identificar erros, realimentar esse processo, testar possibilidades.

Nada disso é feito nesta cidade. Os cretinos do governo, na certa, vão procurar algum culpado(que não sejam eles, é óbvio).

Só há modelos prontos, teses milagrosas, planos mirabolantes, nomes e rótulos pomposos, tocados por cabos eleitorais na direção  enquanto alunos e profissionais do ensino a tudo assistem como espectadores.

Métodos pedagógicos comprados a peso de ouro, e nada!

O resultado? Bom, o resultado está aí.

Triste constatar aquilo que falamos à exaustão: Saiu o telhado de vidro, entrou os cinquentinha, e nada mudou! A Educação que era ruim, piorou! A saúde, idem, os escândalos, não houve menos.

Será que é tão difícil ter a humildade de perguntar aos profissionais o que eles acham que está errado, ao invés de impor,goela adentro, fórmulas fajutas impressas em papel couchê?

Ou viajar pelas cidades do país, onde a coisa funciona, pesquisar, avaliar o que pode ser adaptado, imitar boas experiências, adequadas a nossa realidade?

Será que é difícil entender que a tarefa nobre de EDUCAR não pode ser aprisionada em esquemas menores de vereadores e diretoras, e que TODA a comunidade escolar deve estar envolvida nos processos decisórios, como forma de garantir adesão as políticas de governo?

Está aí  mais um argumento para os que desejam provar que o dinheiro dos royalties não nos serviu para nada:

Agora poderão dizer:


Em Campos dos Goytacazes, 
dinheiro a alguns poucos enriquece, 
mas a maioria emburrece.

Quem sabe a burrice não seja uma forma de ser feliz?

Se for assim, parabéns a prefeita, está fazendo um ótimo trabalho com os filhos dos seus eleitores!




Nenhum comentário: